Menu
PASSARELA
sexta, 25 de maio de 2018
SADER_FULL
Busca
ITALÍNEA
GASTOS PÚBLICOS

Nova lei limitará gastos públicos em MS por dez anos; entenda a proposta

14 Abr 2017 - 19h20Por CAMPO GRANDE NEWS

Despesas públicas crescem de modo acelerado e normalmente desconsidera índices oficiais, como o da inflação. Em tempos de crise econômica e mediante queda de receitas, essa falta de limites tornou-se um problema ao Poder Público, fazendo com que os governos tentem promover o chamado ajuste fiscal.

Esta é, em resumo, o argumento que dá sentido às leis que limitam os gastos públicos. A nacional, por exemplo, foi promulgada em dezembro do ano passado.

Em Mato Grosso do Sul, a proposta do governador, Reinaldo Azambuja (PSDB), em tramitação na Assembleia Legislativa, quer congelar os gastos dos três Poderes – Executivo, Legislativo e Judiciário – por meio de um limite. Ou seja, fixando teto máximo para despesas. 

"O Estado não pode gastar mais do que arrecada. O equilíbrio das finanças públicas é crucial, principalmente, para a manutenção dos resultados à população", resume o governador ao comentar o tema. "A PEC traz um equilíbrio fiscal para os próximos 10 anos para qualquer que seja o governante que esteja na cadeira aqui no Mato Grosso do Sul", complementa.

A ideia é que o crescimento dos gastos públicos seja totalmente controlado pela lei. A proposta do governo é limitar esse crescimento com base no ritmo da inflação. Alguns gastos até poderiam crescer mais do que o índice inflacionário, desde que houvesse cortes reais em outras áreas.

Na prática, portanto, as despesas do governo passarão a controladas, com teto de gastos fixado pelos próximos 10 anos, a partir de 2017. Se necessário, revisada após cinco anos.

A proposta prevê algumas punições para órgãos que extrapolarem o limite de gastos: proibição de aumentar os salários dos servidores no ano seguinte, de contratar concurso público, de criar novos cargos ou reestruturar planos de carreira.

A proposta precisa ser votada pelos deputados estaduais, para depois ser sancionada pelo governo e passar a vigorar. A previsão é que a matéria entre em análise do plenário na próxima semana.

Para ilustrar o tema, o Campo Grande News elaborou quadro explicativo. Veja abaixo:

Nova lei limitará gastos públicos em MS por dez anos; entenda a proposta

Deixe seu Comentário

Leia Também

GREVE CONTINUAM
Caminhoneiros desmentem acordo com Governo e mantêm paralisação na Capital
TRAGÉDIA EM CAMPO GRANDE
Lúdio Coelho é palco de tragédias e menino de dez anos é a mais recente vítima em Campo Grande
PROTESTO DOS CAMINHONEIROS
Protesto de caminhoneiros contra preço do diesel tem bloqueios em 10 cidades de MS
DESAPARECIDO
Menino de 11 anos vai ao judô e desaparece ao voltar para casa
Campo Grande
Homem é encontrado morto com facada no peito na Capital
LUZ DA INFANCIA
Ação contra pornografia infantil em todo o país tem 9 mandados de busca para MS
PARCERIA GOVERNO DO MS
Com apoio do Governo, prefeitura lança programa para revitalizar região central de Campo Grande
Capital
Mãe denuncia zelador que estuprou criança de 7 anos em sede de projeto social
Campo Grande
Jovem é morto com dois tiros e motivo do crime é desconhecido
Campo Grande
Mulher é encontrada decapitada com os braços amarrados para trás