Menu
PASSARELA
quinta, 21 de junho de 2018
SADER_FULL
Busca
ITALÍNEA
Capital

Funcionária tira foto de cadáver pela 3ª vez, espalha em grupos do Whats e é denunciada

Médica necropsista fez o flagrante

13 Jan 2018 - 09h38Por Midiamax

Médica necropsista do SVO (Serviço de Verificação de Óbitos) de Campo Grande procurou a polícia, na manhã deste sábado (13), depois de flagrar pela terceira vez funcionária terceirizada fazendo fotografias de cadáveres. As imagens eram compartilhadas em grupo de WhatsApp.

De acordo com a médica Sandra Araújo, que fez a denúncia, o primeiro flagrante aconteceu em junho de 2016. A funcionária que trabalha em uma empresa terceirizada de limpeza que presta serviços à Prefeitura recebeu advertência depois de compartilhar imagens de uma pessoa morta em um grupo de WhasApp feito por trabalhadores do local.

Mesmo sendo advertida na ocasião, a mulher não parou com as fotografias e novamente, em dezembro de 2017, foi vista tentando fotografar cadáveres que passariam por exame necroscópicos. Nova advertência foi feita pela médica que comunicou o caso ao gerente administrativo do SVO.

Nesta segunda-feira (8), após nova tentativa de fotos, a médica afirma que flagrou a autora vasculhando seu celular pessoal na tentativa de apagar provas contra ela. Já que que a necropsista armazenava no celular prints que comprovavam o envio das fotos no grupo de WhasApp. “Eu estava em um procedimento demorado e ela contava com isso, por isso tentou invadir meu celular para apagar as provas contra ela, mas minha luva rasgou e saí da sala. Neste momento peguei ela mexendo no meu aparelho”, explica.

Sandra, que classificou a postura da autora como “comportamento inadequado grave” afirma que considerou a invasão “a gota d´água”. Ela comunicou os superiores e decidiu comunicar o caso à polícia.

Em todos os flagrantes, a médica afirma a mulher não tentou se defender e “se fez de desentendida”.

Provas foram entregues à polícia e ocaso foi registrado na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento) como vilipêndio de cadáver.

O SVO é o setor do Imol (Instituto de Medicina e Odontologia Legal) responsável por exames necroscópicos em vítimas de morte natural e do controle epidemiológico da Capital. 

Deixe seu Comentário

Leia Também

BICHO PARLAMENTAR
Gambá movimenta Câmara ao invadir gabinete de vereador
Campo Grande
Homem de 33 anos morre ao sofrer queda de moto na Capital
ALTA VELOCIDADE
Casal morre e homem fica ferido em acidente com carro na contramão
Mato Grosso do Sul
Governo vai recorrer de suspensão de concurso da PM e Bombeiros
SUSPEITA DE HOMICIDIO
Assassinos fogem após tocar fogo no veículo
MANIACO SEXUAL
"Tarado da Shineray" é preso com corda, camisinha e faca
ASSASSINATO - VÍDEO
Câmeras de segurança flagram instante antes de ex-PM ser executado
ACIDENTE DE MOTOCICLETA
Com moto do pai, jovem morre ao bater no muro
EXECUÇÃO
AGORA: Chefe de segurança da Assembleia Legislativa é executado a tiros de fuzil na Capital
FATALIDADE
VÍDEO: ciclista idoso que caiu em córrego morre na Santa Casa após cinco paradas cardíacas