Menu
LIMIT ACADEMIA
quinta, 18 de julho de 2019
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
ÁGUAS DE BONITO
CAMPO GRANDE - SONHO REALIZADO

Com ajuda do Governo de MS, 240 famílias realizam sonho da casa própria em Campo Grande

Com ajuda do Governo de MS, 240 famílias realizam sonho da casa própria em Campo Grande

17 Jun 2019 - 18h37Por Airton Raes – (Subcom)

Cumprindo o objetivo de reduzir o déficit habitacional, o Governo do Estado entregou 240 apartamentos nesta segunda-feira (17.6) em Campo Grande. O secretário especial chefe de gabinete do governador Reinaldo Azambuja, Carlos Alberto Assis, destacou que a iniciativa do Governo do Estado em facilitar o acesso à moradia é de grande valia. “Não é todo mundo que tem condições de comprar seu imóvel e pensando nessas pessoas esse programa veio como uma oportunidade de realização de um sonho”, pontuou.

Localizado no Jardim Centenário, o Condomínio Residencial Itajobi – Módulo I e II, é considerado modelo e foi construído com objetivo não só de oferecer um lar, mas também tranquilidade e segurança para os moradores.

O empreendimento é da Faixa 1,5 do Programa Minha Casa Minha Vida. Dos 240 apartamentos, 166 receberam subsídio entre R$ 1,5 mil e R$ 6 mil do governo do Estado para a financiamento do imóvel. Só para este empreendimento o valor total do subsídio do Estado foi de R$ 840 mil.

A diretora-presidente da Agência de Habitação Popular de Mato Grosso do Sul (Agehab), Maria do Carmo Avesani Lopez, destacou que a Agehab está cumprindo a sua missão ao construir moradias para que famílias possa ter um lar. “O sucesso do programa habitacional está na união entre a iniciativa privada, Governo do Estado, Governo Federal prefeitura e a população, cada um fazendo a sua parte”, disse.

Cada apartamento tem 42 metros quadrados com dois quartos, sala, cozinha e banheiro. Sua área externa comporta área verde, lixeiras para o condicionamento do lixo orgânico e reciclável, para raios em cada bloco, cerca elétrica, playground infantil e Lagoa de contenção para a água da chuva.

Gravida de sete meses, Adriana do Carmo Oliveira vai morar em um dos apartamentos com o seu marido Bruno Giovani Pimentel Nunes e seus dois filhos. “A iniciativa do governo foi muito boa para nós que não tínhamos condições de dar entrada para o financiamento. O residencial é muito bonito. Meus filhos vão se divertir muito no parquinho”, completou Adriana.

Para o cálculo do subsídio do Estado, o agente financeiro aplica primeiramente o subsídio concedido pelo governo federal e o FGTS do proponente quando houve, para então calcular o subsídio necessário para o complemento.

Deixe seu Comentário

Leia Também

CRUEL MUNDO DAS DROGAS
Droga tirou Julian de casa e só o devolveu morto, 20 anos depois
PROCURA-SE
Familia busca por jovem desaparecida há tres dias na capital
BRIGA DE FAMILIA
Comerciante mata o tio a tiros de pistola em Campo Grande durante cobrança de dívida
OSSOS DO OFICIO
Assédio e 'gracinhas': mulheres contam perrengues no trabalho como motoristas de aplicativo
MORTE A ESCLARECER
Vizinha estranha sumiço e mulher é encontrada morta em casa na Capital
VAMOS AJUDAR
Clever perdeu duas casas em incêndios e precisa de ajuda para recomeçar
REFORMA DA PREVIDÊNCIA
Em regime de urgência, vereadores aprovam reforma da Previdência
LIÇÃO DE VIDA
Neemias já virou personagem da cidade, há 30 anos vendendo pelas ruas
ROUBO X SEQUESTRO
Mulher é sequestrada e amarrada em árvore durante roubo a veículo
ELETROCUTADO
Homem vai roubar fios elétricos, toma choque e morre na avenida Guaicurus