SUCURI_MEGA
FatimaNews - Notícias de Fátima do Sul e região
Fátima do Sul, 11 de Dezembro de 2017
DELPHOS_FULL
20 de Julho de 2017 16h04

Após geada em 19 municípios de MS, temperaturas voltam a subir nesta sexta-feira, VEJA PREVISÃO

Após geada em 19 municípios de MS, temperaturas voltam a subir nesta sexta-feira

MS.GOV
FOTO: AgroNovasFOTO: AgroNovas

Após dois dias de geadas que atingiram pelo menos 19 municípios sul-mato-grossenses nesta semana, as temperaturas voltam a subir a partir de amanhã (21.07). Trabalhando em regime de alerta, o Corpo de Bombeiros Militar destaca que as condições climáticas dos próximos dias são favoráveis à ocorrência de incêndios florestais em todo o Estado.

“A geada queima a vegetação e deixa ela toda seca em uma semana, criando combustível para os incêndios”, explicou o chefe do Centro de Proteção Ambiental do Corpo de Bombeiros Militar de MS, tenente-coronel Waldemir Moreira Júnior. De modo preventivo, os militares já estão trabalhando com equipes extras nos quarteis.

Waldemir explica que o Corpo de Bombeiros trabalha com monitoramento das condições climáticas porque fatores como temperatura, vento e umidade relativa do ar influenciam diretamente nos focos de calor, início e propagação das queimadas.

Costume de limpar terrenos com fogo é caracterizado como crime ambiental. Foto. Corpo de Bombeiros de Corumbá.

De acordo com ele, o cuidado deve ser redobrado não somente nas zonas rurais, mas também na área urbana. Além do costume de limpar terrenos com fogo – tipificado como crime ambiental – a baixa umidade faz com que pequenos focos de fogo se espalhem mais rapidamente. 

“Tudo fica mais vulnerável a incêndios, inclusive materiais comuns usados nas residências no dia-a-dia. Quando a umidade relativa do ar está alta isso não ocorre com tanta facilidade, mas com o tempo seco o fogo também se espalha mais rápido”, alertou. “Aquela vela acesa perto de cortinas ou madeira, que na época de umidade alta não pegaria fogo, agora com umidade baixa traz riscos muito grandes”, completou.

Para evitar problemas, a população deve ficar atenta e adotar medidas de prevenção, principalmente em relação a materiais mais propensos ao fogo, chamados de combustíveis sólidos de classe A – como madeira, papel e tecido.

Outros cuidados são não atear fogo em quintais nem terrenos baldios; criar aceiros nos terrenos, com limpeza da vegetação num espaço de 1,5 metros ao redor para evitar que incêndios vizinhos consigam se propagar; recolher as folhas secas em sacos de lixo; e não jogar bitucas de cigarro em locais onde há vegetação que possa servir de combustível. Quem se deparar com princípios de incêndio deve acionar os Bombeiros pelo telefone 193.

Militares fazem monitoramento das condições climáticas porque fatores como temperatura, vento e umidade relativa do ar influenciam diretamente nos focos de calor, início e propagação das queimadas. Foto. Corpo de Bombeiros Militar de Corumbá.

Baixas temperaturas

Os termômetros devem começar a subir em Mato Grosso do Sul a partir de sexta-feira (21.07), segundo dados do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet). No final de semana, as temperaturas mínimas previstas ficam entre 13º e 14º e a máxima pode alcançar os 31º. Pelos próximos dias, o tempo permanece claro a parcialmente nublado com névoa seca e baixa umidade relativa do ar no período da tarde.

De acordo com o Centro de Monitoramento de Tempo, do Clima e dos Recursos Hídricos de Mato Grosso do Sul (Cemtec), a onda de frio intenso foi provocada pela entrada de uma massa de ar polar associada a uma frente fria. Nesta semana, 19 municípios sul-mato-grossenses registraram a ocorrência de geada nesta semana, a maior parte deles na região sul do Estado. Ainda conforme o Cemtec, a temperatura mais baixa foi em Bela Vista, onde os termômetros chegaram a marcar -2,2° Celsius. Baixas temperaturas também foram registradas em Rio Brilhante (-1,7°C), Amambai (-1,5ºC), Jardim (-0,5°C) e Ponta Porã (-0,3°C). 

Comentários
Veja Também
Nossa_Lojas
pupa
SADER_LATERAL
Últimas Notícias
  
LISTINHA_ONLINE
Eventos
dothCom © Copyright FatimaNews - Todos os Direitos Reservados.