Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
sexta, 18 de janeiro de 2019
LIMIT ACADEMIA
Busca
CANTINA BAH
Brasil

Zeca vai levar lingüiça de Maracaju, pacu e vitelo para Lula

22 Jun 2007 - 13h48

O ex-governador Zeca do PT, que embarca hoje à tarde para Brasília (DF) para passar o fim de semana com o presidente Luis Inácio Lula da Silva e a primeira-dama Marisa Letícia, informou que se comprometeu em levar na bagagem lingüiça de Maracaju, pacu e vitelo pantaneiro, iguarias típicas de Mato Grosso do Sul que sempre fez questão de divulgar.

“O presidente Lula e dona Marisa adoram e, por isso, Gilda e eu fazemos questão de levar”, disse Zeca do PT, fazendo questão de ressaltar que se trata de mais um “encontro afetivo, descontraído, entre dois casais amigos” e, portanto, “sem nenhuma pauta política”.

Zeca do PT admite, porém, temas políticos podem surgir naturalmente. “Afinal, o País vive um grande momento sob a direção do Presidente Lula e eu não perderia a oportunidade de cumprimentá-lo por isso”, acrescenta o ex-governador que embarca com a esposa Gilda Maria dos Santos nesta sexta-feira e têm retorno previsto para a segunda-feira.

 

 

Mídia Max

Deixe seu Comentário

Leia Também

ROTEIRO ESPECIAL PARA O RIO DE JANEIRO
Roteiro diferente para continuar conhecendo o Rio de Janeiro
DICA DE TURISMO E FÉRIAS
Dicas para curtir uma temporada em Arraial do Cabo
LUTO - ESPORTE
Morre Jackelyne da Silva, ginasta da seleção brasileira, aos 17 anos
LUTO NA MÚSICA
Cantor sertanejo Marciano morre aos 67 anos, vítima de enfarto
CARNAVAL É NO CAMPO BELO RESORT
Carnaval é no Campo Belo Resort, reserve já seu lugar nesse bloco - Confira os pacotes
MS EM ALERTA
Meteorologia alerta para a possibilidade de chuva forte no fim de semana no MS
DECEPCIONADA
Regina Duarte surpreende e se posiciona contra atitude de Bolsonaro
SATÂNICO
Mulheres são presas acusadas de torturar criança de apenas dois anos que teve rosto desfigurado
INSPIRAÇÃO
Idoso se forma em Direito aos 94 anos, após morte da esposa
POLEMICA
Movimento Gay quer tirar Bíblia de circulação no Brasil, diz Damares