Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
quarta, 19 de junho de 2019
LIMIT ACADEMIA
Busca
AGÊNCIA BONITO THIAGO
Brasil

Zeca entrega à PF carta anônima que detalha espionagem

21 Jul 2010 - 12h33Por Fátima News com a Assessoria
O candidato a governador de Mato Grosso do Sul, Zeca do PT, levou ao diretor-geral da Polícia Federal, Luiz Fernando Corrêa, e ao secretário-executivo do Ministério da Justiça, Rafael Thomaz Favetti, cópia de uma carta anônima entregue na noite da terça-feira em sua casa, em que revela em detalhes como funciona o suposto esquema montado para espionar sua campanha e, posteriormente, fazer intimidações e interferir no processo eleitoral.

A assessoria de comunicação social distribuiu nota há pouco afirmando que a carta seria rica em informações e envolveria nomes do alto escalão da segurança pública. A pedido do diretor da PF, o teor da carta não será revelado, até que se procedam as apurações.

O candidato viajou na manhã de hoje a Brasília para tratar deste e de outros assuntos relativos à campanha. Zeca já havia levado a mesma preocupação ao presidente da seccional da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil), Leonardo Duarte e ao superintendente da Polícia Federal, José Martins Lara. Também esteve na tarde de terça-feira (20) no gabinete do secretário de Justiça e Segurança Pública, Wantuir Brasil Jacini.

“Disse ao secretário que se algum mal acontecesse comigo, com alguém de minha família, com candidatos de nossa coligação ou com as pessoas que nos apóiam, vou responsabilizar diretamente a Segurança Pública, caso não seja tomada nenhuma providência.”

Apuração

As medidas tomadas são por precaução, explicou Zeca. “Não vou me intimidar, não recuo, e deixei claro ao diretor e ao secretário que acredito na instituição de Estado que é a Polícia Federal. Quero que seja apurado, os envolvidos sejam responsabilizados e a eleição ocorra dentro da legalidade”, completou.

Outras evidências citadas por Zeca são os seguidos arrombamentos em carros de pessoas envolvidas na campanha. O carro do coordenador da campanha, Ananias Costa, foi arrombado quatro vezes. Telefones celulares e fixos dos comitês e escritórios estavam grampeados e pessoas suspeitas têm acompanhado de longe as caminhadas de Zeca pelos bairros, além de rondarem os comitês e até a residência do candidato.

Outro lado

A reportagem entrou contato com a assessoria de comunicação social da Sejusp (Secretaria de Justiça e Segurança Pública) para confrontar as acusações do petista. Mas, a assessoria informou que só após às 14 horas é que alguém da cúpula da Segurança Pública poderá se manifestar sobre o assunto.

Deixe seu Comentário

Leia Também

VIDA SEDENTARIA
OMS alerta: Criança menor de 3 anos não deve ficar nem um minuto em tablet ou celular
HOMICIDIO X SUICIDIO
Pai que matou o filho de 4 anos e se matou não se conformava com namoro da ex-mulher
DOENÇA DO SÉCULO
Jovem de 19 anos, com depressão comete suicídio e comove amigos
ASSASSINATO CRUEL
O massacre do menino Rhuan e o silêncio da grande mídia
FAMOSIDADES
Homem discute com mulher e mata bebê de quatro meses
SOLIDARIEDADE
Bebê nasce sem os olhos e mobiliza cidade do Paraná
TRAGÉDIA NA FAMILIA
Pai mata filho de quatro anos e se mata por não aceitar fim do relacionamento
ASSASSINATO
Marido da deputada é morto a tiros
MULHER DO PRESIDENTE
Esposa de Jair Bolsonaro cai na internet, fotos íntimas são exibidas e todos ficam sem acreditar
DOURADOS - MANIFESTAÇÕES
Dono da Havan manda 'recado' a manifestantes após protesto em frente a loja de Dourados