Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
segunda, 25 de março de 2019
SADER_FULL
Busca
AGÊNCIA BONITO THIAGO
Brasil

Zeca diz que só união é capaz de superar pobreza

18 Set 2004 - 08h35
“Só a nossa unidade, a integração da América do Sul, vai permitir a construção de uma América do Sul libertária, democrática, capaz de superar a pobreza e se constituir no mais importante continente do planeta.” Com essa frase o governador Zeca do PT declarou aberto o I Festival América do Sul, que se estende até o dia 25, próximo domingo, em Corumbá, reunindo amostras de dança, música, artes plásticas, literatura, artesanato, enfim, todas as manifestações culturais de 13 países do Continente.

O governador saudou o corpo diplomático presente, representando os governos das nações convidadas, as autoridades, artistas e o público. Fez um agradecimento especial ao Banco do Brasil, “nosso parceiro em mais essa iniciativa”, salientando que o festival será “um impulso ao processo de integração sul-americana” sonhada por Simon Bolívar e retomado pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Zeca encerrou seu rápido pronunciamento pedindo um “viva à América bolivariana”.

Antes da fala do governador, fizeram uso da palavra o prefeito Eder Brambilla, o superintendente de Desenvolvimento do Banco do Brasil, Milton Luciano dos Santos e o senador Delcídio do Amaral. Brambilla disse que se sentia “orgulhoso” por Corumbá ter sido escolhida como sede do festival. “Nosso avião já decolou”, afirmou o prefeito, referindo-se à retomada do crescimento econômico da cidade graças a eventos como esse e aos projetos estratégicos conduzidos pelo governo do Estado, como os pólos gás-químico, minero-siderúrgico e a Termopantanal.

“O Banco do Brasil reforça sua marca, sua presença e seu compromisso pelo desenvolvimento do Brasil e da América do Sul”, resumiu o superintendente de Desenvolvimento da instituição, justificando o patrocínio ao festival. “É com satisfação que participamos de iniciativas como essa, organizada de forma exemplar por sua equipe”, findou.

Já o senador Delcídio, que é corumbaense, foi categórico ao afirmar que seus conterrâneos “recuperaram a auto-estima” com os investimentos feitos pelo governo no município. “Se há décadas fomos a cidade mais importante do Estado e uma das mais fortes do país, seremos a partir de agora a mais importante da América do Sul”, garantiu o senador.

Após declarar aberto o festival, o governador Zeca do PT e a presidente do Cogeps (Conselho Estadual de Gestão das Políticas Sociais), Gilda Maria Gomes dos Santos, visitaram os stands dos países sul-americanos que expõem amostras de artesanato na praça Generoso Ponce. Em seguida foram até o ILA (Instituto Luiz de Albuquerque) conhecer as exposições de arte e amostras de fotografias.
 
APn

Deixe seu Comentário

Leia Também

FATIMA DO SUL - JULIFRAN
Julifran Restaurante promete chopp grátis a cada gol de Borja sobre Novorizontino
BONITO - MS - AGÊNCIA BONITO ECO TOUR
Faça o que lhe faz bem! Viaje para Bonito MS!
CIUMES
Marido vê foto de outro no celular e agride mulher na cabeça e a joga para fora do carro
ORAÇÕES
Estado de saúde de Cláudia Rodrigues (a diarista) é grave
PAULISTÃO IV
“Hoje foi realmente a estreia do São Paulo”, diz Mancini após vitória
PAULISTÃO III
Carille vê Corinthians abaixo: “Fomos premiados com o empate”
PAULISTÃO II
Com falha e ‘milagre’ de Prass, Palmeiras busca empate com gol de estreante
PAULISTÃO
Santos aproveita falhas do Red Bull e abre boa vantagem no Pacaembu
MOSTRA MONITORAMENTO
Caminhoneiros se mobilizam para nova paralisação
CRIME NA MADRUGADA
Mulher é brutalmente assassinada; carro foi visto deixando o local