Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
sexta, 18 de janeiro de 2019
SADER_FULL
Busca
ITALÍNEA
Brasil

Zeca diz que só união é capaz de superar pobreza

18 Set 2004 - 08h35
“Só a nossa unidade, a integração da América do Sul, vai permitir a construção de uma América do Sul libertária, democrática, capaz de superar a pobreza e se constituir no mais importante continente do planeta.” Com essa frase o governador Zeca do PT declarou aberto o I Festival América do Sul, que se estende até o dia 25, próximo domingo, em Corumbá, reunindo amostras de dança, música, artes plásticas, literatura, artesanato, enfim, todas as manifestações culturais de 13 países do Continente.

O governador saudou o corpo diplomático presente, representando os governos das nações convidadas, as autoridades, artistas e o público. Fez um agradecimento especial ao Banco do Brasil, “nosso parceiro em mais essa iniciativa”, salientando que o festival será “um impulso ao processo de integração sul-americana” sonhada por Simon Bolívar e retomado pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Zeca encerrou seu rápido pronunciamento pedindo um “viva à América bolivariana”.

Antes da fala do governador, fizeram uso da palavra o prefeito Eder Brambilla, o superintendente de Desenvolvimento do Banco do Brasil, Milton Luciano dos Santos e o senador Delcídio do Amaral. Brambilla disse que se sentia “orgulhoso” por Corumbá ter sido escolhida como sede do festival. “Nosso avião já decolou”, afirmou o prefeito, referindo-se à retomada do crescimento econômico da cidade graças a eventos como esse e aos projetos estratégicos conduzidos pelo governo do Estado, como os pólos gás-químico, minero-siderúrgico e a Termopantanal.

“O Banco do Brasil reforça sua marca, sua presença e seu compromisso pelo desenvolvimento do Brasil e da América do Sul”, resumiu o superintendente de Desenvolvimento da instituição, justificando o patrocínio ao festival. “É com satisfação que participamos de iniciativas como essa, organizada de forma exemplar por sua equipe”, findou.

Já o senador Delcídio, que é corumbaense, foi categórico ao afirmar que seus conterrâneos “recuperaram a auto-estima” com os investimentos feitos pelo governo no município. “Se há décadas fomos a cidade mais importante do Estado e uma das mais fortes do país, seremos a partir de agora a mais importante da América do Sul”, garantiu o senador.

Após declarar aberto o festival, o governador Zeca do PT e a presidente do Cogeps (Conselho Estadual de Gestão das Políticas Sociais), Gilda Maria Gomes dos Santos, visitaram os stands dos países sul-americanos que expõem amostras de artesanato na praça Generoso Ponce. Em seguida foram até o ILA (Instituto Luiz de Albuquerque) conhecer as exposições de arte e amostras de fotografias.
 
APn

Deixe seu Comentário

Leia Também

CARNAVAL É NO CAMPO BELO RESORT
Carnaval é no Campo Belo Resort, reserve já seu lugar nesse bloco - Confira os pacotes
MS EM ALERTA
Meteorologia alerta para a possibilidade de chuva forte no fim de semana no MS
DECEPCIONADA
Regina Duarte surpreende e se posiciona contra atitude de Bolsonaro
SATÂNICO
Mulheres são presas acusadas de torturar criança de apenas dois anos que teve rosto desfigurado
INSPIRAÇÃO
Idoso se forma em Direito aos 94 anos, após morte da esposa
POLEMICA
Movimento Gay quer tirar Bíblia de circulação no Brasil, diz Damares
TRAGÉDIA NA FAMILIA
Homem atira em esposa e se mata com granada
SUPERAÇÃO
Pedreiro cadeirante enfrenta difilculdades e sustenta a família trabalhando em obras
GASES MORTAIS
Homem morre após segurar peidos na casa da namorada
REALITY SHOW
'BBB 19': Danrley diz ser virgem, e irmã brinca: 'Nem no signo'