SUCURI_MEGA
FatimaNews - Notícias de Fátima do Sul e região
Fátima do Sul, 22 de Outubro de 2017
DELPHOS_FULL
5 de Novembro de 2004 14h15

Zé Teixeira pede redução da pauta fiscal do trigo

 

O deputado estadual Zé Teixeira (PFL) está solicitando ao governo do Estado a redução da pauta fiscal do trigo, incidente sobre as operações interestaduais. Na prática, o parlamentar quer que a saca de 60 quilos, cotada hoje a R$ 34,20, passe a R$ 18, preço efetivamente obtido com a comercialização do produto.

Ele encaminhou o pedido ao secretário de Estado de Receita e Controle, José Ricardo Cabral e ao de Administração Tributária, Gladiston Amorim, destacando que deve ser observada a mesma proporção de redução na comercialização do produto a granel.

Para justificar o pedido, Zé Teixeira alega que a pauta de referência fiscal deve ser um instrumento para padronizar e facilitar o procedimento de cálculo dos valores dos produtos comercializados e, conseqüentemente, nortear a cobrança dos tributos.

Entretanto, de acordo com o deputado, os valores constantes da pauta fiscal, especificamente relativos ao trigo, estão majorados e totalmente dissociados da realidade de mercado.

Segundo Zé Teixeira, isso pode ser comprovado pela Secretaria de Receita e Controle confrontando com os valores consignados nas notas Fiscais apresentadas ao Fisco Estadual.

Nestes documentos, conforme argumenta o deputado, pode ser constatado que a saca de 60 quilos do trigo está sendo comercializada por aproximadamente R$ 18. Desta forma, o produtor está pagando impostos sobre R$ 34,20 e recebendo cerca da metade pelo produto.

De acordo com Zé Teixeira, sua solicitação, que é reduzir a pauta fiscal para valores que correspondam aos efetivamente recebidos pelos produtores, estará, efetivamente, implementando a justiça fiscal em Mato Grosso do Sul.

 

Assessoria de Imprensa

Comentários
Veja Também
MBO_SEGURANÇA_300
FÁBRICA_CALÇADOS
LIMIT ACADEMIA_BOTTON
Últimas Notícias
  
LÉO_GÁS_300
Eventos
dothCom © Copyright FatimaNews - Todos os Direitos Reservados.