Menu
SADER_FULL
segunda, 22 de abril de 2019
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
AGÊNCIA BONITO THIAGO
Brasil

Zé Teixeira cobra governo sobre obra milionária do TCE

6 Out 2004 - 14h59
 

O deputado estadual Zé Teixeira (PFL) está cobrando do governo estadual informações detalhadas sobre o montante de dinheiro gasto até agora com a  construção do prédio próprio do Tribunal de Contas de Mato Grosso do Sul.

Somente para concluir a obra o Estado gastou R$ 9.397.952,81, conforme aditivo publicado no Diário Oficial do Estado, edição do dia 8 de setembro deste ano.

O prédio, localizado no Parque dos Poderes, deverá ser entregue pelo governador Zeca do PT no dia 15 deste mês.

Na sessão desta quarta-feira da Assembléia Legislativa, Zé Teixeira protocolizou requerimento de informações a ser encaminhado ao secretário de Infra-Estrutura e Habitação do Estado, Paulo Duarte, e ao diretor-presidente da Agesul (Agência Estadual de Empreendimentos de Mato Grosso do Sul), Carlos Augusto Longo Pereira.

Na prática, Zé Teixeira deseja saber o valor global da obra que está consumindo recursos públicos há exatos 23 anos, conforme Processo Administrativo nº 07/0654/81.

No documento, o deputado pede que o governo estadual informe, em valores atualizados, qual o custo total da construção onde vai abrigar as futuras instalações da Corte Fiscal.

Durante vistoria a obra em 6 de setembro, acompanhado do presidente do  TCE, José Ancelmo dos Santos, Zeca prometeu entregar o prédio no dia 15 deste mês.

O governador garante que os investimentos somam R$ 21 milhões, sendo R$ 5 milhões na primeira etapa e R$ 16 milhões após a retomada dos trabalhos.

A dúvida acerca dos valores exatos gastos na construção do prédio próprio do TCE deve-se ao fato de o País ter editado, desde a época, vários planos econômicos, como o Cruzado I e II, Bresser, Collor e Real, inclusive com reflexos substanciais em suas moedas.

Desta forma, Zé Teixeira cobra, além dos valores atualizados, cópia integral do Processo Administrativo nº 07/065/81, "inclusive de eventuais aditivos, anexos ou apensos ao processo principal.

"As informações solicitadas são essenciais para o exercício da fiscalização e controle dos atos do Poder Executivo, conforme artigo 63 da Constituição Estadual", justifica o deputado por meio do requerimento encaminhado à Mesa Diretora da Assembléia.

 

 

Assembléia Legislativa

Deixe seu Comentário

Leia Também

CRÔNICA DA SEMANA
CRÔNICA DA SEMANA: 'Precisamos redescobrir o Brasil', por Luciano Gazola
CRUELDADE
Criança tinha o pênis amarrado com elástico e era torturada pelo pai e a madrasta
MORTE TRÁGICA
Adolescente de 13 anos morre após sofrer queda de bicicleta
ESTAVA FORAGIDO
Homem que matou esposa na Sexta-feira Santa morre em acidente 03 dias depois
FEMINICIDIO
Advogada é assassinada a facadas por marido após discussão
100 LUZ
Giselle Itié lamenta a morte de outro ex-namorado em apenas três meses
CENSURADO
Video com ataques de Olavo a Militares é excluido das Redes de Bolsonaro
DOENÇA DO SÉCULO
Yasmim Gabrielle, do ‘Programa Raul Gil’, se suicida após depressão
FATALIDADE
Bebê morre após ser esquecida pelo pai por três horas dentro do carro
IRRESPONSABILIDADE
Bebê de 1 aninho entra em coma alcoólico após pai dar cachaça com refrigerante