Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
segunda, 19 de novembro de 2018
SADER_FULL
Busca
SICREDI_FATIMA
Brasil

Zé Dirceu, Delúbio e Genoíno tornam-se réus do mensalão

28 Ago 2007 - 09h45

No quarto dia de julgamento o Supremo Tribunal Federal (STF) incluiu mais 18 réus na ação penal relativa ao esquema de compra de votos de parlamentares conhecido como mensalão. Dos 40 denunciados pelo procurador-geral da República, Antonio Fernando Souza, 37 já estão no banco dos réus. Na parte final da sessão de ontem à noite, o Supremo incluiu na acusação de corrupção ativa o deputado federal José Genoino (PT-SP), logo após aceitar denúncia contra o deputado cassado e ex-chefe da Casa Civil José Dirceu e o ex-tesoureiro do PT Delúbio Soares.

O ex-secretário-geral do partido Silvio Pereira foi poupado dessa acusação. Por unanimidade, os ministros do STF entenderam que não havia indícios mínimos para comprovar a participação de Silvio Pereira no esquema do mensalão. “O fato de ele ter recebido um carro Land Rover da GDK [empresa que tem contratos com a Petrobras], na verdade, é objeto de outra denúncia”, explicou o relator do caso, ministro Joaquim Barbosa.

Em relação a Genoino, os ministros acolheram a denúncia por corrupção ativa pela transferência irregular de recursos para o PTB, mas absolveram o ex-presidente do PT dos repasses para o deputado Valdemar Costa Neto e o ex-deputado Bispo Rodrigues, do PR (antigo PL), e para o ex-deputado José Borba, do PMDB. O ministro do STF Eros Grau foi o único a votar contra a aceitação da denúncia contra Genoino, mas foi vencido pelos demais colegas.

O Supremo decidiu ainda processar por corrupção ativa o empresário Marcos Valério de Souza e seus ex-sócios na SMPB Ramon Hollerbach e Cristiano Paz. A ex-diretora financeira da agência de publicidade Simone Vasconcelos e a ex-funcionária Geiza Dias dos Santos também vão responder pela mesma acusação.

Suspeito de intermediar um repasse de R$ 3,46 milhões para a corretora Bônus-Banval, que teria operado a transferência de recursos para o PP, o advogado Rogério Tolentino também virou réu por corrupção ativa. O Supremo, no entanto, o absolveu dos repasses de dinheiro para o PMDB, PTB e PR. Além de Silvio Pereira, somente o publicitário Duda Mendonça e sua sócia Zilmar Fernandes ainda não foram incluídos na ação penal sobre o mensalão.

 

 

 

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

NOVO GOVERNO
Desistência de general para ministério leva crise ao QG de Bolsonaro
ASSASSINATO
Câmeras flagram dupla efetuando mais de 30 tiros contra homem; veja o vídeo
TRISTEZA
Menino de 10 anos comete suicídio após a prisão do pai
MALDADE
Câmera de segurança flagra homem colocando fogo em casinha comunitária para cachorros
FATIMASSULENSES EM UBATUBA (SP)
Fatimassulenses, alunos do Vicente Pallotti fazem curso de biodiversidade marinha em Ubatuba (SP)
NOVELA GLOBAL
'O sétimo guardião': Gabriel se declara para Luz e os dois se beijam
MULHERES TEM QUE DENUNCIAR
Jovem posta foto com rosto inchado para denunciar agressão do namorado
ENCONTRO DE GOVERNADORES
Em encontro de governadores com Bolsonaro, Reinaldo defende fronteira e reajuste da tabela SUS
VIOLENCIA DOMESTICA
Homem é esfaqueado por esposa que tem ciumes até da sombra
ENTROU ATIRANDO
VÍDEO: Pastor é baleado no altar durante o culto