SUCURI_MEGA
FatimaNews - Notícias de Fátima do Sul e região
Fátima do Sul, 19 de Outubro de 2017
DELPHOS_FULL
15 de Dezembro de 2004 16h32

Web é usada por 60 milhões de latino-americanos

O número de usuários de Internet na América Latina cresceu rapidamente nos últimos anos e calcula-se que de 44 a 60 milhões de pessoas na região acessem regularmente a rede. A estimativa está no "Relatório sobre Comércio Eletrônico e Desenvolvimento" divulgado hoje pela Conferência das Nações Unidas para o Comércio e o Desenvolvimento (Unctad).

Segundo números oficiais de 2003, o Chile é o país que registra mais usuários em relação ao número de habitantes, com uma média de 2.375 para cada 10 mil pessoas, seguido de Costa Rica (1.931), Argentina (1.120), Peru (1.039) México (985) e Brasil (822).

O relatório da Unctad indica que a disponibilidade de números sobre a evolução do comércio e dos negócios eletrônicos na região ainda é relativamente pequena, o que levou a entidade a realizar uma pesquisa própria em cinco países latino-americanos - Chile, Colômbia, Costa Rica, México e Venezuela - em cooperação com a Fundação para o Desenvolvimento Sustentável da América Latina. Foram estudadas centenas de pequenas e médias empresas para determinar o impacto que o uso da tecnologia da informação tem nesses países.

O resultado foi que funcionários de 97% das empresas consultadas usavam computadores pessoais, 94% acessavam a Internet e 92% usavam habitualmente os e-mails, mas nenhum deles usava Internet em lugares públicos e muitos poucos em casa. "Isto mostra que a Internet é de fácil acesso para as pequenas e médias empresas em zonas urbanas dos países estudados, onde não se dispõe de lugares de acesso comunitário à Internet", afirma o da Unctad.

O relatório afirma ainda que não há diferenças significativas entre as pequenas e médias empresas quanto ao acesso a estas ferramentas. Entre as grandes companhias, o e-mail foi a ferramenta mais utilizada (98%), seguido por mecanismos de busca (90%), serviços bancários e financeiros (80%), de pesquisas de mercado (54%) e de comunicação com autoridades públicas (53%).

Na Venezuela, 95% das pequenas e médias empresas utilizam Internet para serviços financeiros, comparado com só 48% no México. O uso da rede para se comunicar com as autoridades foi de 77% e 73% na Colômbia e na Venezuela, respectivamente, comparado com 16% no México.

Além disso, a Unctad informa em seu relatório que mais da metade das grandes companhias têm sites próprios e 22% cogitam criá-los em um ou dois anos. Entre as companhias que já contam com site, a maioria o utiliza para que seus clientes possam realizar seus pedidos diretamente à empresa e para colocar à disposição informação sobre seus produtos e oferecer serviços de atendimento após as vendas.

O país onde o menor número de grandes companhias conta com site é o México. No entanto, nesse país, grande parte dos empresários entrevistados prevêem criar uma página na Internet num futuro próximo.

A Unctad ressalta que só 12% das companhias oferecem transações seguras em seus sites. Em relação às dificuldades para o uso da tecnologia da informação, quase 50% das pequenas e médias empresas mencionaram o custo, enquanto que um número menor de entrevistados citou a carência de empregados capacitados para utilizá-las adequadamente e o curto ciclo de vida dos programas de computador. Só 13% das companhias chilenas consideraram o custo um problema, contra 66% das mexicanas.

 

Terra Redação

Comentários
Veja Também
FORTALEZA
BANNER_LATERAL_ASSOMASUL
Nossa_Lojas
Últimas Notícias
  
FÁBRICA_CALÇADOS
Eventos
dothCom © Copyright FatimaNews - Todos os Direitos Reservados.