Menu
SADER_FULL
segunda, 21 de janeiro de 2019
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
ITALÍNEA
Brasil

Vivo e Tim perdem mercado em julho; Claro e Oi avançam

17 Ago 2007 - 14h31

As operadoras de telefonia celular Vivo e Tim perderam mercado em julho, segundo dados divulgados nesta sexta-feira pela Agência Nacional de Telecomunicações. No mês em que foi registrado o segundo maior volume de novos usuários do ano, Claro e Oi avançaram.

A Vivo, que continua na liderança do mercado brasileiro, teve participação de 28,11% em julho ante 28,35% em junho. Em janeiro, a empresa tinha fatia de 28,85%.

A Tim, única operadora com cobertura nacional própria, viu sua parcela cair de 25,78% em junho para 25,72% no mês passado. Em janeiro, a companhia tinha 25,51% de participação.

A terceira colocada, Claro, passou de 24,61% em junho para 24,67% julho. Enquanto isso, a Oi registrou crescimento de 12,92% para 13,08%.

Julho, que é um período tradicionalmente fraco para o setor, foi o segundo mês do ano em adições de usuários à base de telefonia celular do país, com 1,856 milhão de novas habilitações. Maio, marcado pelo importante feriado do Dia das Mães, segue sendo o primeiro, com 2,215 milhões.

Até o mês passado, o Brasil tinha 108,52 milhões de linhas celulares em operação, das quais 80,28% eram pré-pagas.

 

Terra Redação

Deixe seu Comentário

Leia Também

GUERRA NO RJ II
Parentes de mortos durante chacina em São Gonçalo e Itaboraí dizem que vítimas eram inocentes
GUERRA NO RJ
Chacina deixa pelo menos 7 mortos na Região Metropolitana do Rio
BBB 19
Famosos protestam contra Maycon por agredir animais e mãe o defende: 'Não é um monstro'
MORTE A ESCLARECER
Exército investiga morte de sargento após teste de aptidão física
CASO DE POLÍCIA
Rapaz morre em pátio de motel
MINISTRA DO MS NO GOVERNO BOLSONARO
Ministra Tereza Cristina garante fortalecer cadeia do leite e agricultura familiar
PROBLEMAS MENTAIS
Casal é brutalmente agredido a enxadadas pelo filho
BARRADO
Filho do cantor Marciano diz ter sido impedido de ir no velório do pai
A COBRA VAI FUMAR - SEGURANÇA NO MS
MS fecha o cerco contra a violência na fronteira em mega operação
LUTO NA MÚSICA
Marcelo Yuka, fundador do Rappa morre aos 53 anos