Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
sexta, 15 de fevereiro de 2019
SADER_FULL
Busca
ITALÍNEA
Brasil

Visita do papa vai mobilizar ao menos 7.000 policiais

12 Abr 2007 - 08h19
A visita do papa Bento 16 ao Brasil vai mobilizar uma força de segurança composta por pelo menos 7.000 homens, entre militares, policiais e bombeiros. O número corresponde, por exemplo, a mais do que o dobro dos 3.200 homens acionados durante a visita ao Brasil, no mês passado, do presidente dos EUA, George W. Bush.
 
Bento 16 chega a São Paulo no dia 9 de maio. No dia 11, segue para Aparecida (167 km de São Paulo), onde fica até o dia 13 para a abertura da Quinta Conferencia Geral do Celam (Conselho Episcopal Latino-Americano). Em cada uma das cidades haverá cerca de 3.500 homens para a segurança do papa e de sua comitiva.
 
A expectativa é que a visita do pontífice mobilize mais de 1 milhão de fiéis. São esperadas, por exemplo, cerca de 400 mil pessoas apenas para a missa que Bento 16 celebrará na basílica de Nossa Senhora Aparecida, marcada para o dia 13.
 
De acordo com o coronel César Augusto Moura, chefe da comunicação social do Comando Militar do Sudeste, responsável pela segurança de Bento 16 em São Paulo, a visita do papa requer um efetivo maior por causa da quantidade de fiéis que mobilizará.
 
Dos cerca de 7.000 homens destacados para a operação, 3.000 serão do Exército. Eles estarão armados com fuzis, pistolas e armas não-letais, como bombas de gás lacrimogêneo e balas de borracha.
O Exército será responsável pela segurança nas vias e locais percorridos pelo papa. A segurança pessoal de Bento 16 vai ser feita por homens do próprio Vaticano e por policiais federais brasileiros.
Moura apontou que a maior preocupação da equipe que coordena o esquema de segurança para a visita do papa está no deslocamento do pontífice pelas ruas de São Paulo.
 
Segundo ele, algumas ruas serão fechadas temporariamente para a passagem do papa, como ocorreu na visita de George W. Bush.
 
 
 
 
Folha Online
 

Deixe seu Comentário

Leia Também

CARRO DE APLICATIVO
Mulher é estuprada após aceitar água e bala em carro de app
VIOLENCIA DOMESTICA
Enquanto Lírio Parisotto era condenado, Luiza Brunet discutia campanha contra violência doméstica
CANALHA
Criança de 4 anos é estuprada no próprio aniversário
HORARIO DE VERÃO
Atrase seu relógio! Horário de verão termina neste sábado(16)
CARCERE PRIVADO
Mulher é chicoteada com fio elétrico pelo marido
TRAGÉDIA NA FAMILIA
Lutador de MMA mata ex de 16 anos, tenta suicídio e morre horas depois em hospital
VIOLENCIA NO RIO
Menina de 11 anos é baleada e morta em Triagem; moradores protestam
DOENÇA GRAVE
Leiliane ganha acompanhamento médico após desastre com Boechat
SOLIDARIEDADE
Jovem faz campanha para pagar cirurgia de cachorro que vive com tumor 'gigante'
NOVO SURTO
OMS alerta para possível 3ª onda de surto de febre amarela no Brasil