Menu
PASSARELA
domingo, 24 de junho de 2018
SADER_FULL
Busca
ITALÍNEA
Clima de Guerra

Violência na Rocinha fecha nove escolas e deixa mais de 2,7 mil sem aulas

Ao todo, são nove unidades — oito delas municipais e uma particular.

10 Out 2017 - 10h29Por Extra

A violência na Rocinha, na Zona Sul do Rio, fez com que escolas localizada na comunidade e em seu entorno fechassem as portas na manhã desta terça-feira. Ao todo, são nove unidades — oito delas municipais e uma particular. Ao todo, são 2.769 estudantes sem aulas.

Da rede pública, estão sem atendimento cinco escolas, duas creches e um Espaço de Desenvolvimento Infantil (EDI). As unidades atendem a 2.489 alunos, segundo informou a Secretaria municipal de Educação.

A Casa Santa Ignêz, da rede particular, dispensou seus funcionários e alunos — são 280, do maternal e do reforço escolar até o 4º ano. Segundo uma professora que preferiu não se identificar, na segunda-feira a escola funcionou somente até as 14 horas, quando pais foram buscar seus filhos por causa da ausência de transporte escolar. De acordo com a professora, na semana passada a escola funcionou apenas dois dias, segunda e quarta-feira.

 

A Rocinha é palco, nesta terça-feira, de uma operação da Polícia Militar em conjunto com as Forças Armadas. Homens do Exército, da Aeronáutica e da Marinha auxiliam a PM na busca por traficantes, armas e munição. As equipes fazem buscas na região de mata e também no entorno da comunidade.

Segundo o Comando Militar do Leste (CML), as Forças Armadas atuam na favela de forma pontual: não se trata de uma nova ocupação, como a que aconteceu no fim de setembro.

A guerra na Rocinha

A Rocinha vem sendo alvo de uma disputa por parte de traficantes. No dia 17 de setembro, moradores da comunidade testemunharam o confronto entre bandidos. Cerca de 60 criminosos ligados a Antônio Francisco Bonfim Lopes, o Nem — que está preso num presídio federal em Porto Velho — invadiram a comunidade para expulsar Rogério Avelino da Silva, o Rogério 157, seu antigo aliado.

As Forças Armadas foram acionadas para a comunidade no dia 22 de setembro e ficaram por lá até o dia 29. Desde então, a PM vem reforçando a atuação na Rocinha.

Deixe seu Comentário

Leia Também

GOVENO NÃO CUMPRE
Caminhoneiros anunciam nova paralisação, mas trabalhadores de MS não devem participar
RAIVA HUMANA
Morte de turista por raiva humana é confirmada em Ubatuba
NOVELA GLOBAL
Valentim sofre grave acidente de carro
INACEITAVEL
Mãe de jovem morto no Rio: “É um Estado doente que mata criança com roupa de escola”
HAJA CORAÇÃO
Neymar é o autor do gol mais tardio, em tempo normal, de uma Copa na história
COPA DO MUNDO
No sufoco, Brasil supera a Costa Rica e consegue primeira vitória na Copa do Mundo
NOVELA GLOBAL
Segundo Sol: Rosa coloca fim em relação com Ícaro e ele toma atitude
SAUDE
Mulher dá a luz em calçada no Cajuru
FAMOSIDADES
Ex-apresentadora do ‘Vídeo show’, Alinne Prado sofre assalto a mão armada dentro de casa
RELIGIÃO
Padre é flagrado dando tapa em criança durante batismo