Menu
LIMIT ACADEMIA
quarta, 17 de outubro de 2018
SADER_FULL
Busca
ITALÍNEA
Brasil

Vicentina: Francisco quer convênio de Prefeitura e Cassems

15 Mar 2007 - 08h39
Os Vereadores Francisco José da Cruz (sem partido), José da Silva Machado (PR), Israel Alves Belo (PT), Elenildo dos Santos Barbosa (PR) e Elessandra M . de Oliveira (PMDB), apresentaram requerimento na Sessão Ordinária da Câmara Municipal de Vicentina realizada na noite de terça-feira (13), para que seja encaminhado ao Prefeito Municipal Marcos Benedetti Hermenegildo  e ao Secretário Municipal de Administração e Finanças e Orçamento, Daniel Rodrigues dos Reis, visando que seja criado um convenio entre a Prefeitura Municipal e a Caixa de Assistência dos Servidores do Estado de Mato Grosso do Sul - CASSEMS visando dar assistência médica e odontológica aos os funcionários públicos municipais.
 
Na mesma Sessão os vereadores ainda requereram que seja feito a construção de um campo de Futebol no Distrito de Vila Rica. Segundo a justificativa dos vereadores é que vários desportistas tem nos procurados no sentido de se construir um campo para que eles possam praticar esportes.

 

 

 

Fátima News


Deixe seu Comentário

Leia Também

CASO LETICIA
Adolescente morta a facadas contou a amigos que pai estuprou a tia na sua frente:'Tinha quatro anos'
MOTIVO FUTIL
Camera ajuda na indentificação de Homem que confessa ter matado mulher após falhar na "Hora H"
A CASA CAIU
Rapaz é agredido pelas sete namoradas que descobriram traição
SEGUNDO SOL
Beto confronta Karola: 'Você roubou a vida de outra mulher'
DEFICITÁRIAS
Correios fecham 02 agências no MS e 39 no país
VICENTINA - LEILÃO ELETRÔNICO
Justiça realizará leilão eletrônico de imóveis urbanos e trator de VICENTINA
OPORTUNIDADE DE EMPREGO
Conclusão do Comperj deve gerar 8 mil vagas em 2019
LUTO NO JORNALISMO
Morre Gil Gomes, jornalista policial, aos 78 anos, em São Paulo
SELEÇÃO BRASILEIRA
Brasil vence a Argentina com gol de Miranda nos acréscimos e conquista o Superclássico
HORARIO DE VERÃO
Início do horário de verão não será adiado, informa o Planalto