Menu
SADER_FULL
domingo, 16 de dezembro de 2018
LIMIT ACADEMIA
Busca
ITALÍNEA
Brasil

Vereadores se reúnem para decidir rumos após prisões em Dourados

1 Set 2010 - 13h52Por Campo Grande News

Os vereadores Gino Ferreira (DEM), Delia Razuk (PMDB) e Dirceu Longhi (PT), únicos que não foram presos pela Polícia Federal por meio da operação “Uragano”, devem se reunir entre hoje e amanhã para decidir o futuro da casa legislativa.

O presidente da Câmara, Sidlei Alves (DEM), o vice, Zezinho da Farmácia (PSDB), e mais sete parlamentares – José Carlos Cimatti (PSB), Aurélio Bonatto (PDT), Humberto Teixeira Júnior (PDT), Júlio Artuzi (PRP), Marcelo Barros (DEM), Paulo Henrique Bambu (DEM) e Edvaldo Moreira (PDT) –, estão presos na sede da Polícia Federal, acusados de formação de quadrilha, corrupção, enriquecimento ilícito e fraudes em licitações.

Tanto Gino quanto Délia concederam entrevista nesta manhã à rádio Grande FM e pediram cautela enquanto transcorrem as investigações.

“A gente não pode tomar medidas sem pensar, vamos nos reunir e ver isso, temos que dar uma satisfação para a sociedade, desempenhar o nosso trabalho, mas uma satisfação sensata”, disse Gino, que também foi convocado pela Polícia Federal para prestar esclarecimentos.

Ele não revelou o teor das perguntas feitas pelo delegado Bráulio Galloni, que conduz as investigações.

“Vim para ajudar nos esclarecimentos. Fiquei surpreso em ter que acordar e ir à Polícia Federal, mas viemos para contribuir para que a Justiça seja feita”, declarou.

Délia Razuk disse que não sabia de todo o esquema e que se surpreendeu ao saber das prisões nesta manhã.
“Realmente é uma situação bem dolorosa, desagradável, estamos aguardando o desenrolar dos fatos, mas acredito na Polícia Federal, na Justiça. Não tinha conhecimento de muita coisa da prefeitura, cuidava exclusivamente do meu mandato, mas agora é hora da gente ter calma, sensatez, aguardar, não podemos tomar nenhuma posição antes que a Justiça se manifeste”, opinou.

A vereadora também pediu calma à população, que naturalmente está estarrecida com a situação de caos que se instalou no município.

“Quero pedir calma à população, não julgar antes das investigações. Quem tiver alguma coisa que não seja de acordo com a lei vai ser incriminado, então precisamos ter cautela e acreditar na nossa cidade, nosso povo. Os políticos sérios, comprometidos, vão continuar atuando pelo bem da comunidade”, declarou.

O vereador Gino Ferreira, que é segundo suplente de Waldemir Moka (PMDB) na corrida pelo Senado, destacou o desgaste político que Dourados sofre com tantas prisões.

“Com certeza é um prejuízo político enorme para Dourados e todo o Estado, temos que repensar tudo que está acontecendo para colocar a cidade no rumo certo”, disse.

Delia Razuk disse que vai destacar, na reunião com os colegas que não foram presos pela Polícia Federal, a importância de esquecer rixas partidárias e pensar em uma boa solução para os trabalhos na Câmara.

“Vou entrar em contato com os vereadores, marcar uma reunião, temos compromisso com nossa população e agora não é hora de partido, de política, é hora de cuidar da nossa cidade”, finalizou, em entrevista ao jornalista Antônio Coca, da Grande FM.

Deixe seu Comentário

Leia Também

ACIDENTE
Criança de dois anos se enforca com a alça da bolsa enquanto brincava em escola
CASO JOÃO DE DEUS
Marina Ruy Barbosa intervém no caso João de Deus e impede uma grande tragédia
PRISÃO DECRETADA
Justiça de Goiás decreta prisão de João de Deus
STARTUPS NO BRASIL JÁ É SUCESSO
O sucesso das startups no Brasil e algumas novas apostas no mercado
REVOLTANTE
Filha de João de Deus diz que foi abusada dos 10 aos 14 anos: 'Meu pai é um monstro'
NOVELA GLOBAL
'O sétimo guardião': Robério beija Marcos Paulo e a agride ao descobrir que ela é trans
DESTAQUE MUNDIAL
Dois brasileiros estão no Top 50: melhores professores do mundo
JUSTIÇA - WHATSAPP
Administradora de grupo no WhatsApp, foi “condenada” á pagar 3 mil por discussão de membros
DICAS DE SERVIÇO DE HOSPEDAGEM NA WEB
Vai criar um blog ou um site?, saiba aqui tudo sobre o serviço de hospedagem
ALERTA NA NET
Golpe no WhatsApp engana usuários ao prometer brindes falsos de Natal