Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
domingo, 17 de fevereiro de 2019
LIMIT ACADEMIA
Busca
CANTINA BAH
Brasil

Vereadores aprovam Câmara Moção de Pesar a família Pessoa em Glória

23 Set 2010 - 17h25Por Adauto Dias / Glória News

O Vereador Sebastião Pereira-PSDB apresentou e aprovado em sessão ordinária de 20 de setembro na Câmara Municipal, Moção de Pesar, à família do saudoso Laurentino Miguel Pessoa em virtude de seu falecimento ocorrido no dia 07 de setembro 2010.

Laurentino Miguel Pessoa nasceu aos 11 dias do mês de junho do ano de um mil novecentos e sessenta e cinco, em Guaporema - PR, Filho de Miguel Laurentino Pessoa (Em memória) e Antonia Lima Pessoa (em Memória), sendo caçula de nove irmãos sendo eles: Luiza (em memória) Juarez (em memória) Maria, Alzeni, Gilberto (em memória) Espedito (em memória) Espedita e Enedina. Laurentino teve duas filhas: Micheli Pessoa e Aline Pessoa e  um neto Pedro Lucas.

Em janeiro de 1978 aos treze anos de idade, Lauro junto com sua família, mudou-se se para Glória de Dourados-MS, e aos 16 anos de idade teve sua primeira oportunidade de trabalho em uma oficina mecânica, aos 17 anos Lauro já tinha sua própria oficina de motos. Pouco tempo depois, Lauro sofreu um gravíssimo acidente de moto onde permaneceu 31 (trinta e um) dias na UTI do Hospital Evangélico em Dourados-MS, somente depois de 01 (um) ano de recuperação, foi que Lauro pode retornar as suas atividades normais. Em 1984 aos 19 anos, Lauro perdeu seu pai.

 Em 1985 Lauro foi contratado pela empresa Viação Motta para exercer o cargo de motorista e mecânico onde permaneceu na empresa por 8 anos. Em 1988, Lauro perdeu sua mãe. Em 1994, Lauro foi contratado pela empresa NPQ para exercer o cargo de motorista e mecânico onde permaneceu na empresa por 03 anos. Em 1997, Lauro fez um teste na empresa Eucatur em Dourados-MS e foi aprovado, onde de imediato teve que se mudar para a cidade de Dourados-MS. Em 1999, Lauro se casou com Ana Lécia, permanecendo  casados por 02 anos.

 Lauro tinha uma paixão enorme por ônibus, e na empresa Eucatur pode através de cursos se especializar como instrutor de ônibus o que para ele era um orgulho. Lauro passou todo seu conhecimento para seus colegas de trabalho, e todos os consideravam como professor. Lauro conquistou grandes amigos em sua caminhada. No dia 07 de setembro de 2010 após uma súbita pneumonia, Lauro nos deixou para ir se encontrar com Deus, hoje só nos resta à saudade e a lembrança de um homem que por onde passou só transmitiu alegria e humildade. 

É com grande tristeza e saudade que prestamos esta singela homenagem em decorrência do passamento de nosso amigo, que com sua personalidade marcante e sua habilidade no trato com as pessoas, conquistou admiração e o respeito de todos os que tiveram o prazer de conhecê-lo.

Nesta triste hora para familiares e amigos, a Câmara Municipal quer demonstrar sentidas condolências e expressar sinceros sentimentos de pesar e de conforto em nome de toda comunidade Gloriadouradense.

Assinam também os vereadores Laerte Santana da Silva – PDT, Fausto José de Souza-PPS, José Jozino de Souza Júnior-PR, Edgar Yamato-PSDB, Aribaldo Bispo dos Santos-PR,  Luiz Carlos Ferreira-PP, Eugênio Correia Malvas-PR e Walid Aidamus Rassaln-PMDB.


Deixe seu Comentário

Leia Também

OUTROS 10 ESTADOS
Horário de verão termina à meia-noite; relógios devem ser atrasados em 1h
BARBÁRIE
Rosane Santiago Silveira, torturada e morta em sua própria casa
CARRO DE APLICATIVO
Mulher é estuprada após aceitar água e bala em carro de app
VIOLENCIA DOMESTICA
Enquanto Lírio Parisotto era condenado, Luiza Brunet discutia campanha contra violência doméstica
CANALHA
Criança de 4 anos é estuprada no próprio aniversário
HORARIO DE VERÃO
Atrase seu relógio! Horário de verão termina neste sábado(16)
CARCERE PRIVADO
Mulher é chicoteada com fio elétrico pelo marido
TRAGÉDIA NA FAMILIA
Lutador de MMA mata ex de 16 anos, tenta suicídio e morre horas depois em hospital
VIOLENCIA NO RIO
Menina de 11 anos é baleada e morta em Triagem; moradores protestam
DOENÇA GRAVE
Leiliane ganha acompanhamento médico após desastre com Boechat