Menu
SADER_FULL
terça, 22 de janeiro de 2019
LIMIT ACADEMIA
Busca
ITALÍNEA
Brasil

Vendas de veículos sofrem queda de 9,66% em maio, diz Fenabrave

2 Jun 2010 - 10h34Por G1

As vendas de veículos novos (automóveis, comerciais leves, caminhões e ônibus) no país caíram 9,66% em maio, na comparação com o resultado de abril. Segundo balanço divulgado nesta terça-feira (1º) pela Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave), em maio, foram emplacadas 250.984 unidades no período, contra 277.833 no mês anterior e 246.930 unidades em maio de 2009.

De acordo com a entidade, a queda — a segunda consecutiva do ano — é ainda reflexo do fim do desconto sobre o IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados), que provocou a antecipação das compras. Apesar do resultado de maio, a previsão é que o quadro se inverta em junho e as vendas voltem a subir.

“Os números não mostram tendência de queda nas vendas de veículos. O setor já esperava uma estabilização do mercado, pois o ritmo estava acelerado motivado pela redução da alíquota do IPI e também pelas promoções, que duraram até a primeira quinzena de abril. Podemos considerar essa queda uma acomodação”, afirmou ao G1 o presidente da Fenabrave, Sérgio Reze.

Para o presidente da General Motors do Brasil, Jaime Ardila, a expectativa era de uma queda menor, mas isso não abalará o setor. Para Ardila, em junho o mercado de veículos deverá retomar o patamar de 260 mil unidades vendidas por mês.

Sérgio Reze confirma esta tendência com base no crescimento econômico e na manutenção da disponibilidade de crédito por parte dos bancos. "Com a economia em crescimento você tem o aumento da renda e, com o aumento da renda, você tem consumidor. Continuamos com a nossa previsão de que o setor vai crescer entre 6% e 7% neste ano", destaca Reze.

  •  
O único fator que pode influenciar negativamente as vendas de junho é a Copa do Mundo"
Sérgio Reze

"O único fator que pode influenciar negativamente as vendas de junho é a Copa do Mundo, que inibe um pouco a procura por carros", avalia o representante dos concessionários.

De acordo com o presidente da Fenabrave, que esteve reunido nesta semana com representantes do sistema financeiro, o volume de cédito atual destinado à compra de veículos novos continuará disponível aos consumidores. "Todos disseram que não há motivo para reduzir o crédito", afirma.

No acumulado de janeiro a maio, o setor já soma 1.316.824 unidades comercializadas, aumento de 14,56% sobre igual intervalo de 2009, quando 1.149.474 unidades haviam sido emplacadas.

Vendas de carros e motos

Ao destacar apenas o desempenho do segmento de automóveis e comerciais leves, foram vendidos em maio 235.674 unidades, queda de 10% sobre abril, que fechou com 261.897 carros emplacados. No acumulado do ano, o segmento soma 1.248.072 unidades vendidas, expansão de 13% sobre o mesmo período do ano passado, com 1.103.889 unidades.

Já o segmento de motocicletas apresentou crescimento de 0,59%, com 143.854 unidades emplacadas. O setor, que ainda se recupera de uma crise de crédito, teve aumento das vendas de 9,7% no acumulado, de 631.331 entre janeiro e maio de 2009 para 692.554 neste ano. "O segmento de motocicletas continuará em crescimento nos próximos meses", ressalta Reze.

Ranking das montadoras

Em maio, a Fiat se manteve na liderança de mercado, com participação de 23,3% e vendas de 54.939 automóveis e comerciais leves. Já a Volkswagen ficou em segundo lugar, com 23,02% de participação e 54.254 unidades emplacadas. Terceira em vendas, a General Motors registrou emplacamentos de 46.519 carros em maio, o que garantiu 19,7% de participação de mercado. A Ford, em quarto lugar, ficou com 8,48% de participação no mercado brasileiro, seguida da Hyundai (3,72%), Honda (3,61%), Renault (3,48%), Toyota (3,32%), Citroën (2,53%) e Peugeot (2,53%).

Deixe seu Comentário

Leia Também

CENAS FORTES
Vídeo flagra mulher sendo agredida por ex-marido com socos e chutes
GUERRA NO RJ II
Parentes de mortos durante chacina em São Gonçalo e Itaboraí dizem que vítimas eram inocentes
GUERRA NO RJ
Chacina deixa pelo menos 7 mortos na Região Metropolitana do Rio
BBB 19
Famosos protestam contra Maycon por agredir animais e mãe o defende: 'Não é um monstro'
MORTE A ESCLARECER
Exército investiga morte de sargento após teste de aptidão física
CASO DE POLÍCIA
Rapaz morre em pátio de motel
MINISTRA DO MS NO GOVERNO BOLSONARO
Ministra Tereza Cristina garante fortalecer cadeia do leite e agricultura familiar
PROBLEMAS MENTAIS
Casal é brutalmente agredido a enxadadas pelo filho
BARRADO
Filho do cantor Marciano diz ter sido impedido de ir no velório do pai
A COBRA VAI FUMAR - SEGURANÇA NO MS
MS fecha o cerco contra a violência na fronteira em mega operação