Menu
CACAU SHOW FÁTIMA DO SUL 0
domingo, 22 de setembro de 2019
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
UNIGRAN NET
Brasil

Vai faltar dinheiro para financiar imóveis em 2014

12 Ago 2010 - 06h49Por R7

A procura da classe média pela casa própria vai puxar o crescimento do setor até 2016, mas os recursos da poupança e do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) não serão suficientes para atender à demanda. A Abecip (Associação Brasileira das Entidades de Crédito Imobiliário e Poupança) diz que até 2014 os recursos disponíveis para construção e produção imobiliária devem superar aquilo que é captado pelas duas fontes.

Luiz Antônio França, presidente da Abecip, diz que o setor tem crescido porque hoje os consumidores têm mais renda, mais emprego, e as perspectivas de crescimento da economia são boas. A segurança jurídica dos financiamentos também animou as construtoras a se voltarem à classe média.

- Nossos estudos mostram que de dois a três anos teremos problemas de captação para o crédito imobiliário, não porque a poupança vai secar, mas porque a demanda será maior que a captação.

Poupança e FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) são as modalidades mais usadas atualmente para emprestar dinheiro aos compradores.

Nas previsões do economista José Roberto Mendonça de Barros, ex-secretário de Política Econômica do Ministério da Fazenda, a classe C vai precisar de 1,489 milhão de unidades nos próximos seis anos. Ele descarta uma bolha no mercado, mas reconhece que o setor está bem aquecido.

- A demanda vai continuar crescendo daqui pra frente. Como ficamos 20 anos parados no mercado, hoje a procura por imóveis é muito intensa. Não vejo uma bolha, mas vão faltar recursos.

Pelas estimativas do economista, a demanda imobiliária média entre 2010 e 2016 será mais intensa na classe média, mas crescerá também nas classes A e B. Barros estima que as duas camadas sociais precisem de 50 mil e 178 mil unidades, respectivamente, além do que é produzido hoje.

A ascensão social da baixa renda fará com que a demanda das classes D e E diminua: serão necessárias 348 mil unidades a menos do que é feito atualmente.
Segundo os números mais recentes divulgados pelo Ministério da Fazenda, a classe média deve passar das 113 milhões de pessoas até 2014.

Deixe seu Comentário

Leia Também

ACIDENTE GRAVE
Acidente com van escolar deixa dez crianças feridasí; duas estão em estado grave
NOVELA GLOBAL
Em 'A dona do pedaço', Rock é dopado, perde luta e Paixão é anunciado campeão
TRAGÉDIA NA CIDADE
Assassinato de 3 pessoas e um suicídio assusta moradores de cidade
MORTE TRAGICA
Mulher morre após ter 98% do corpo queimado ao acender churrasqueira
CRIME DESVENDADO
Autor do Crime da Mala é identificado 11 anos depois por exame de DNA
FAMOSIDADES
Neymar paga salário de quase R$ 50 mil por mês para cada parça
ATENTADO NA ESCOLA
Aluno esfaqueia professor em escola e se fere em seguida; aulas são suspensas
CAMPO BELO RESORT
Atenção Escolas, o Campo Belo Resort é o lugar perfeito para receber grupo escolar, VEJA COMO
FÁTIMA DO SUL - CACAU SHOW
Surpreenda quem você ama com lindas cestas na Cacau Show de Fátima do Sul
FALAM EM MILAGRE
Túmulo que verte água em cidade do Paraná intriga moradores. Não há explicação