Menu
SADER_FULL
segunda, 28 de maio de 2018
PASSARELA
Busca
ITALÍNEA
Brasil

Uruguai empata com França e mantém jejum de 20 anos em Copas

11 Jun 2010 - 16h26Por Terra

A estreia de Uruguai e França na Copa do Mundo da África do Sul foi uma partida amarrada, com poucas chances de gol e um resultado que fez jus ao jogo: 0 a 0. O time sul-americano jogou defensivamente, pouco ameaçou e manteve um jejum de 20 anos sem vencer em Mundiais. O último triunfo foi no dia 21 de junho de 1990, sobre a Coreia do Sul, por 1 a 0.

Com o empate, as duas equipes chegaram a um ponto no Grupo A, que também conta com África do Sul e México. As seleções também empataram no jogo de abertura da Copa, por 1 a 1.

Com Ribéry e Govou abertos nas pontas, a proposta da França parecia ser atacar pelos lados. Aos 7min, foi Ribéry quem escapou pela esquerda, passou mela marcação e teve espaço para encontrar Govou dentro da área, no meio dos três zagueiros uruguaios. Porém, o atacante desviou para fora, perdendo grande oportunidade. Com 10min, Diaby - que ganhou a vaga de Malouda no meio de campo titular - arriscou de longe, mas a bola subiu demais.

Aproveitando a liberdade que o Uruguai dava aos seus laterais, o time francês dominava a posse de bola. Aos 14min, após bola alçada na área, Anelka cabeceou para fora. A primeira chegada dos sul-americanos veio só aos 16min, quando Forlán encontrou espaço pela esquerda, trouxe para o meio e soltou a bomba, para boa defesa do goleiro Lloris.

Principal armador dos franceses, Gourcuff apareceu bem aos 17min. O camisa 8 bateu falta direto para o gol e surpreendeu o goleiro Muslera, que conseguiu se recuperar e espalmar para escanteio. Com 20min, o meia voltou a arriscar de fora da área, de pé esquerdo, mas mandou por cima do gol.

O Uruguai se defendia com oito jogadores, deixando apenas Forlán e Suárez no campo de ataque. Aos 30min, Diaby fez fila pelo meio e descolou lindo passe para Govou na direita, mas Anelka, impedido, entrou no caminho da bola e anulou a jogada. A França tinha a bola, mas não abria as jogadas pelas pontas como no início, e parava na marcação firme do adversário.

O panorama não se alterou na segunda etapa e os europeus continuaram esbarrando na retranca uruguaia. Aos 10min, Toulalan chutou de muito longe e Muslera segurou. Com 14min, Gourcuff rolou pra Ribéry em jogada ensaiada de falta, mas o camisa 7 pegou mal na bola e mandou longe da meta.

O Uruguai ensaiava alguns contra-ataques, mas não saía com a qualidade necessária e invariavelmente perdia a bola. O técnico Oscar Tabárez tentou mudar a situação colocando o jovem meia Lodeiro, mas o time continuou sem opções de ataque. Aos 23min, o capitão Lugano se desentendeu com Toulalan após falta violenta do francês, mas os dois logo foram separados.

Domenech colocou em campo o astro Thierry Henry pouco depois na vaga de Anelka. Os uruguaios quase abriram o placar aos 26min, quando Suárez ajeitou e a bola sobrou para Forlán na área; o chute do atacante, porém, saiu muito torto. Pouco depois, foi a vez do atacante Loco Abreu, do Botafogo, substituir Suárez na frente.

Cada vez mais, a França insistia pelo meio. Aos 34min, Malouda soltou uma bomba de longe, que passou perto do gol de Muslera. Minutos depois, Lodeiro encerrou sua participação em campo com um carrinho no meio de campo, que lhe rendeu o segundo cartão amarelo e a expulsão, em sua estreia em Copas do Mundo.

Aos 43min, uma cena inusitada: Henry, que ajudou sua seleção a se classificar para o Mundial em um lance em que ajeitou a bola na mão diante da Irlanda, pediu toque de mão de um uruguaio dentro da área. Porém, o árbitro japonês Yuichi Nishimura mandou o jogo seguir.

FICHA TÉCNICA

Uruguai 0 x 0 França

Ponto Forte do Uruguai
Marcação implacável, usando até oito jogadores no campo de defesa

Ponto Forte da França
Domínio da posse de bola e volume de jogo muito maior

Ponto Fraco do Uruguai
Contra-ataque muito deficiente, com poucos jogadores avançando e muitos erros de passe

Ponto Fraco da França
Afunilou demais o jogo pelo meio, caindo facilmente na marcação uruguaia à frente da área

Personagem do jogo
Lodeiro, apontado como grande promessa uruguaia, que ficou em campo poucos minutos antes de ser expulso

Esquema Tático do Uruguai
3-5-2
Muslera; Victorino, Lugano e Godín; Maxi Pereira, Diego Pérez (Eguren), Arévalo, Ignacio González (Lodeiro) e Álvaro Pereira; Suárez (Loco Abreu) e Forlán. Técnico: Oscar Tabárez

Esquema Tático da França
4-3-3
Lloris; Sagna, Gallas, Abidal e Evra; Toulalan, Gourcuff (Malouda) e Diaby; Govou (Gignac), Anelka (Henry) e Ribéry. Técnico: Raymond Domenech

Cartões amarelos
Uruguai: Victorino, Lodeiro e Lugano
França: Evra, Ribéry e Toulalan

Cartão vermelho
Uruguai: Lodeiro

Árbitro
Yuichi Nishimura (JAP)

Local
Green Point Stadium, Cidade do Cabo

Deixe seu Comentário

Leia Também

FÁTIMA DO SUL -CHEGOU GASOLINA
Dois caminhões com combustíveis abastece posto e filas enormes se formam em Fátima do Sul
FÁTIMA DO SUL - GREVE DOS CAMINHONEIROS
Sem gás e sem combustíveis, população vive 'pane seca' e situação já é preocupante em Fátima do Sul
GREVE PETROLEIROS
Petroleiros decidem entrar em greve por 72 horas a partir da próxima quarta-feira
MISS BRASIL 2018
Mayra Dias do Amazonas é a Miss Brasil 2018
PARALISAÇÃO
Petroleiros do Pais inteiro anunciam greve "Vamos parar todas as Refinarias"
NOVELA GLOBAL
'Segundo sol': Laureta transa com Ícaro e fica encantada
FÁTIMA DO SUL - BUZINAÇO NA AVENIDA
Ao som do Hino Nacional, população e caminhoneiros fazem 'buzinaço' em Fátima do Sul
FÁTIMA DO SUL - FOTO DO DIA
FOTO DO DIA: Carreata dos caminhoneiros vista de cima em Fátima do Sul
FÁTIMA DO SUL - GREVE JÁ PREOCUPA
Situação já preocupa o setor alimentício 'Acendemos a luz vermelha', diz empresário em Fátima do Sul
AGORA - DECISÃO DO PRESIDENTE
#AGORA: Temer aciona Exército 'forças federais' para desbloquear estradas