Menu
SADER_FULL
sábado, 16 de fevereiro de 2019
LIMIT ACADEMIA
Busca
CANTINA BAH
Brasil

Universidades podem ter o direito de determinar cotas

22 Jul 2004 - 15h11
A Comissão de Educação e Cultura está analisando o Projeto de Lei 3571/04, que modifica a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (9394/96). A proposta assegura às universidades a possibilidade de estabelecer planos de metas para integração social, étnica e racial. Entre as metas, estão as cotas de ingresso para afro-descendentes, indígenas e egressos de escolas públicas de acordo com critérios sociais, econômicos e raciais definidos pelo colegiado.
De autoria do deputado Eduardo Valverde (PT-RO), a proposição também prevê que os órgãos colegiados e as comissões passem a ser constituídos por 50% de corpo docente, 30% de servidores e 20% de discentes. Pela legislação atual, os docentes ocupam 70% dos assentos nos colegiados.
Valverde explica que o objetivo é inserir na Lei de Diretrizes e Bases da Educação, o sistema de cotas para negros, indígenas e egressos da rede pública de educação, "visando dissipar qualquer dúvida sobre a possibilidade de aplicar a autonomia universitária nesta temática e dirimir dúvidas jurídicas sobre a matéria".
 
 
 
Agência Câmara

Deixe seu Comentário

Leia Também

OUTROS 10 ESTADOS
Horário de verão termina à meia-noite; relógios devem ser atrasados em 1h
BARBÁRIE
Rosane Santiago Silveira, torturada e morta em sua própria casa
CARRO DE APLICATIVO
Mulher é estuprada após aceitar água e bala em carro de app
VIOLENCIA DOMESTICA
Enquanto Lírio Parisotto era condenado, Luiza Brunet discutia campanha contra violência doméstica
CANALHA
Criança de 4 anos é estuprada no próprio aniversário
HORARIO DE VERÃO
Atrase seu relógio! Horário de verão termina neste sábado(16)
CARCERE PRIVADO
Mulher é chicoteada com fio elétrico pelo marido
TRAGÉDIA NA FAMILIA
Lutador de MMA mata ex de 16 anos, tenta suicídio e morre horas depois em hospital
VIOLENCIA NO RIO
Menina de 11 anos é baleada e morta em Triagem; moradores protestam
DOENÇA GRAVE
Leiliane ganha acompanhamento médico após desastre com Boechat