Menu
SADER_FULL
sábado, 16 de fevereiro de 2019
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
CANTINA BAH
Brasil

Unidades penais recebem sistema de telefonia mais econômico

2 Ago 2010 - 17h38Por MS Notícias

A Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário (Agepen) está ampliando a implantação do sistema de telefonia PABX Virtual Net em suas unidades penais. O sistema traz mais agilidade e praticidade às ligações, e também ajuda na redução dos custos com telefonia, gerando economia.

De acordo com a Divisão de Patrimônio da Agepen, o PABX Virtual Net já está em funcionamento em unidades de Campo Grande, Corumbá, Naviraí, Três Lagoas e Dourados, além do Patronato Penitenciário de Ponta Porã.  

Agora, para efetuar as ligações feitas entre as unidades onde o sistema já foi implantado é necessário discar apenas os quatro últimos dígitos. Utilizando este sistema, no caso de interurbanos, a ligação terá um custo cerca de 10% menor do que a de um interurbano comum. Entre as unidades da mesma cidade, o custo é zero.

Os telefones e endereços de unidades penais, patronatos penitenciários, Escola Penitenciária e da sede da Agepen estão disponíveis no portal da agência penitenciária na internet: www.agepen.ms.gov.br .

Deixe seu Comentário

Leia Também

OUTROS 10 ESTADOS
Horário de verão termina à meia-noite; relógios devem ser atrasados em 1h
BARBÁRIE
Rosane Santiago Silveira, torturada e morta em sua própria casa
CARRO DE APLICATIVO
Mulher é estuprada após aceitar água e bala em carro de app
VIOLENCIA DOMESTICA
Enquanto Lírio Parisotto era condenado, Luiza Brunet discutia campanha contra violência doméstica
CANALHA
Criança de 4 anos é estuprada no próprio aniversário
HORARIO DE VERÃO
Atrase seu relógio! Horário de verão termina neste sábado(16)
CARCERE PRIVADO
Mulher é chicoteada com fio elétrico pelo marido
TRAGÉDIA NA FAMILIA
Lutador de MMA mata ex de 16 anos, tenta suicídio e morre horas depois em hospital
VIOLENCIA NO RIO
Menina de 11 anos é baleada e morta em Triagem; moradores protestam
DOENÇA GRAVE
Leiliane ganha acompanhamento médico após desastre com Boechat