Menu
SADER_FULL
terça, 22 de janeiro de 2019
LIMIT ACADEMIA
Busca
ITALÍNEA
Brasil

Único candidato, Brasil apresenta à FIFA seu dossiê para 2014

30 Jul 2007 - 17h18
O Brasil, único candidato para sediar a Copa do Mundo de futebol em 2014, apresentará nesta terça-feira seu dossiê oficial de candidatura na sede da Federação Internacional (FIFA) em Zurique, primeira etapa administrativa para organizar o Mundial pela segunda vez.

"Ainda que o Brasil seja o único candidato, ainda não é sede do Mundial de 2014", diz a FIFA. Já que a Colômbia, que também estava na disputa, retirou sua candidatura em abril, apenas uma "catástrofe" poderia estragar a festa dos brasileiros, que desde a derrota na final de 1950 em pleno Maracanã por 2-1 para o Uruguai buscam uma segunda oportunidade para apagar este pesadelo da memória coletiva do país.

Comandada pelo presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), Ricardo Teixeira, acompanhado pelo escritor de best-sellers Paulo Coelho e veterano jogador Romário, entre outros, a delegação brasileira apresentará as garantias necessárias perante a FIFA para organizar o Mundial.

O documento inclui pelo menos uma centena de obrigações, que vão de garantias do próprio governo brasileiro sobre temas como o trabalho temporário e os transportes até promessas de construção de novos estádios.

O presidente Lula assinou com grande pompa os documentos necessários em junho passado, afirmando: "tenho certeza de que o Brasil dará um show (em 2014), não só na preparação dos estádios, mas também na infraestrutura".

Os estádios são exatamente o grande quebra-cabeça para os organizadores do torneio em um país com dimensões continentais. Muitas cidades do Brasil querem abrigar os jogos, sendo 22 as candidaturas municipais apresentadas oficialmente.

Em um país que sofre com um enorme déficit público e com a corrupção endêmica, a CBF anunciou que irá privilegiar a utilização de fundos privados para poder recuperar rapidamente o investimento.

Além disso, a maioria dos estádios brasileiros de grande capacidade estão velhos e precisam de reformas, motivo pelo qual investimentos seguros são de grande importância.

Das 22 cidades candidatas à sede foram escolhidas a princípio entre 10 e 18, mas o mais provável é que o número final fique em torno de 12.

Certamente o Rio de Janeiro será palco de algumas partidas do Mundial de 2014, mas falta saber se o governo reformará o mítico Maracaná ou se adaptará para a ocasião o recém-inaugurado estádio João Havelange, o "Engenhão", construído para os Jogos Panamericanos Rio-2007, encerrados neste domingo.
 
 
Uol

Deixe seu Comentário

Leia Também

CENAS FORTES
Vídeo flagra mulher sendo agredida por ex-marido com socos e chutes
GUERRA NO RJ II
Parentes de mortos durante chacina em São Gonçalo e Itaboraí dizem que vítimas eram inocentes
GUERRA NO RJ
Chacina deixa pelo menos 7 mortos na Região Metropolitana do Rio
BBB 19
Famosos protestam contra Maycon por agredir animais e mãe o defende: 'Não é um monstro'
MORTE A ESCLARECER
Exército investiga morte de sargento após teste de aptidão física
CASO DE POLÍCIA
Rapaz morre em pátio de motel
MINISTRA DO MS NO GOVERNO BOLSONARO
Ministra Tereza Cristina garante fortalecer cadeia do leite e agricultura familiar
PROBLEMAS MENTAIS
Casal é brutalmente agredido a enxadadas pelo filho
BARRADO
Filho do cantor Marciano diz ter sido impedido de ir no velório do pai
A COBRA VAI FUMAR - SEGURANÇA NO MS
MS fecha o cerco contra a violência na fronteira em mega operação