Menu
LIMIT ACADEMIA
sexta, 18 de janeiro de 2019
SADER_FULL
Busca
ITALÍNEA
Brasil

União compra amanhã 75 mil toneladas de milho em MS

26 Ago 2004 - 16h12
 

O governo federal compra amanhã em Mato Grosso do Sul 75 mil toneladas de milho, com investimento de quase R$ 21,3 milhões para contratos em lotes de 450 sacas a R$ 17 cada. A informação é do coordenador-geral das cadeias de alimentos básicos da Secretaria de Política Agrícola do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento.

A compra é feita através de leilão e o que define o vencedor dos contratos de opção com pagamento previsto para 30 de novembro é o prêmio pago ao governo federal por cada contrato. E o valor de referência é R$ 38, cerca de R$ 0,09 por saca. O produtor que pagar o prêmio maior leva o contrato. Este é o segundo leilão na BM&F (Bolsa de Mercadorias e Futuros) em Campo Grande.

O primeiro, no dia 20, foi também de outras 75 mil toneladas, em lotes igualmente, contratos todos vendidos a R$ 16,7 a saca, totalizando quase R$ 21 milhões em negociações, porém, rendendo para o governo federal um prêmio global de aproximadamente R$ 106 mil. Este retorno deve se repetir no pregão de amanhã.

Mídia Max

Deixe seu Comentário

Leia Também

CARNAVAL É NO CAMPO BELO RESORT
Carnaval é no Campo Belo Resort, reserve já seu lugar nesse bloco - Confira os pacotes
MS EM ALERTA
Meteorologia alerta para a possibilidade de chuva forte no fim de semana no MS
DECEPCIONADA
Regina Duarte surpreende e se posiciona contra atitude de Bolsonaro
SATÂNICO
Mulheres são presas acusadas de torturar criança de apenas dois anos que teve rosto desfigurado
INSPIRAÇÃO
Idoso se forma em Direito aos 94 anos, após morte da esposa
POLEMICA
Movimento Gay quer tirar Bíblia de circulação no Brasil, diz Damares
TRAGÉDIA NA FAMILIA
Homem atira em esposa e se mata com granada
SUPERAÇÃO
Pedreiro cadeirante enfrenta difilculdades e sustenta a família trabalhando em obras
GASES MORTAIS
Homem morre após segurar peidos na casa da namorada
REALITY SHOW
'BBB 19': Danrley diz ser virgem, e irmã brinca: 'Nem no signo'