Menu
LIMIT ACADEMIA
sábado, 24 de agosto de 2019
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
ÁGUAS DE BONITO
Brasil

União compra amanhã 75 mil toneladas de milho em MS

26 Ago 2004 - 16h12
 

O governo federal compra amanhã em Mato Grosso do Sul 75 mil toneladas de milho, com investimento de quase R$ 21,3 milhões para contratos em lotes de 450 sacas a R$ 17 cada. A informação é do coordenador-geral das cadeias de alimentos básicos da Secretaria de Política Agrícola do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento.

A compra é feita através de leilão e o que define o vencedor dos contratos de opção com pagamento previsto para 30 de novembro é o prêmio pago ao governo federal por cada contrato. E o valor de referência é R$ 38, cerca de R$ 0,09 por saca. O produtor que pagar o prêmio maior leva o contrato. Este é o segundo leilão na BM&F (Bolsa de Mercadorias e Futuros) em Campo Grande.

O primeiro, no dia 20, foi também de outras 75 mil toneladas, em lotes igualmente, contratos todos vendidos a R$ 16,7 a saca, totalizando quase R$ 21 milhões em negociações, porém, rendendo para o governo federal um prêmio global de aproximadamente R$ 106 mil. Este retorno deve se repetir no pregão de amanhã.

Mídia Max

Deixe seu Comentário

Leia Também

A CASA CAIU
Homem pede divórcio ao descobrir que não é pai de nenhum dos nove filhos
ESTADO GRAVE
Homem ateia fogo em mulher e filha de 4 anos 80% do corpo queimado
SURPRESA E FÉ
Homem que morava em uma barraca ganha casa reformada
JUSTIÇA PROPRIAS MÃOS
Suspeito de ter estuprado criança é assassinado por lideranças de bairro
ASSISTA A REPORTAGEM
Família da modelo Mylena Mendes, que morreu em acidente faz protesto no Fórum
NOVELA GLOBAL
Régis confessa que forjou DNA de Arthur em 'A dona do pedaço'
FOGO NA AMAZONIA
Macron diz que Bolsonaro mentiu, e Europa ameaça retaliar Brasil
TURISMO
Curtir a Cidade Maravilhosa com pacotes de viagens baratos
FUTEBOL - PAIXÃO NACIONAL
Uma estrutura confiável para resultados de futebol
POSSE DE ARMA
Posse de arma em toda extensão da fazenda é aprovada e segue para sanção