Menu
LIMIT ACADEMIA
terça, 22 de janeiro de 2019
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
ITALÍNEA
Brasil

Um a cada cinco vôos do país está atrasado em mais de uma hora

30 Jul 2007 - 16h50

Dos 1.125 vôos programados para hoje em aeroportos administrados pela Infraero em todo o país, 230 (20,4%) sofreram atrasos superiores a uma hora, e 77 (6,8%) foram cancelados. Os dados da Empresa Brasileira de Infra-Estrutura Aeroportuária (Infraero) consideram o período da zero às 15 horas. Os aeroportos que enfrentam mais problemas são os de Florianópolis, que registra atraso em 52,9% dos vôos; Porto Alegre (46,6%) e Goiânia (31,8%); Recife (30%) e Brasília (27,4%).

O Aeroporto Internacional de Cumbica, em Guarulhos (SP), registrou até o meio da tarde desta segunda-feira (30), atrasos superiores a uma hora em 30 (13,1%) de seus vôos, e cancelamento de quatro. Em atendimento à determinação da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) de reduzir as operações em Congonhas, as companhias aéreas TAM e Gol transferiram hoje 52 vôos de Congonhas, em São Paulo, para Cumbica.

O Aeroporto Internacional de Congonhas registrou, da zero hora às 15 horas, 21 vôos cancelados, além do atraso em dois vôos (2% do total previsto para hoje).

 

 

Agência Brasil

Deixe seu Comentário

Leia Também

CENAS FORTES
Vídeo flagra mulher sendo agredida por ex-marido com socos e chutes
GUERRA NO RJ II
Parentes de mortos durante chacina em São Gonçalo e Itaboraí dizem que vítimas eram inocentes
GUERRA NO RJ
Chacina deixa pelo menos 7 mortos na Região Metropolitana do Rio
BBB 19
Famosos protestam contra Maycon por agredir animais e mãe o defende: 'Não é um monstro'
MORTE A ESCLARECER
Exército investiga morte de sargento após teste de aptidão física
CASO DE POLÍCIA
Rapaz morre em pátio de motel
MINISTRA DO MS NO GOVERNO BOLSONARO
Ministra Tereza Cristina garante fortalecer cadeia do leite e agricultura familiar
PROBLEMAS MENTAIS
Casal é brutalmente agredido a enxadadas pelo filho
BARRADO
Filho do cantor Marciano diz ter sido impedido de ir no velório do pai
A COBRA VAI FUMAR - SEGURANÇA NO MS
MS fecha o cerco contra a violência na fronteira em mega operação