Menu
SADER_FULL
terça, 18 de dezembro de 2018
LIMIT ACADEMIA
Busca
ITALÍNEA
Brasil

UFGD divulga edital para seleção de candidatos ao Mestrado em Educação

2 Set 2010 - 10h54Por Fátima News com assessoria

A Pró-Reitoria de Ensino de Pós-Graduação e Pesquisa da Universidade Federal da Grande Dourados abriu inscrições para seleção de candidatos para o Programa de Pós-Graduação stricto sensu em Educação, Área de Concentração em “História, Políticas e Gestão da Educação”, em nível de Mestrado. São até 24 vagas e o ingresso será no primeiro semestre letivo de 2011.

 

A inscrição pode ser feita de 1º de outubro a 5 de novembro pela home page: http://www.ufgd.edu.br/faed/mestrado-educacao e será efetivada a partir da entrega da documentação exigida no Edital na Secretaria do Programa de Pós-Graduação em Educação - Faculdade de Educação (FAED).

 

Já a seleção será realizada por meio de prova escrita, exame de suficiência em Língua Estrangeira e entrevista.

 

A matrícula dos aprovados precisará ser efetuada entre os dias 14 a 22 de fevereiro de 2011, sendo que o início do curso será em 14 de março.

 

Mais informações

Fone (67) 3410-2120 (horário das 13h às 17h e das 18h às 22h)

E-mail: spgfaed@ufgd.edu.br

Home page: http://www.ufgd.edu.br/faed/mestrado-educacao

 

EDITAL Nº 22/PROPP, DE 30 DE AGOSTO DE 2010

http://www.ufgd.edu.br/propp/editais/Edital22_2010_EDUCACaO.pdf

 

BIBLIOGRAFIA BÁSICA PARA A PROVA ESCRITA

 

LINHA POLÍTICAS E GESTÃO DA EDUCAÇÃO

CURY, C. R. J. Sistema Nacional de Educação: desafio para uma educação

igualitária e federativa. Educação & Sociedade, v. 29, n. 105, set./dez. 2008.

CASTRO, Jorge Abrahão de. Evolução e desigualdade na educação

brasileira. Educ. Soc. [online]. 2009, vol.30, n.108, pp. 673-697. ISSN 0101-

7330.

DUBET, F. A escola e a exclusão. Cadernos de Pesquisa, n. 119, 2003.

FLEURI, R. M. Políticas de diferença: para além dos estereótipos na

prática educacional. Educação & Sociedade, v. 27, n. 95, ago. 2006.

FRANCO, Creso; ALVES, Fátima; BONAMINO, Alicia. Qualidade do

ensino fundamental: políticas, suas possibilidades, seus limites. Educação

& Sociedade, vol. 28, n. 100, p. 989-1014, out 2007.

FREITAS, Dirce Nei Teixeira de; FERNANDES, Maria Dilnéia Espíndola.

Gestão local e efetivação do direito à educação. 2008. Disponível em <

http:/www.anped.org>. Acesso em: 12 de junho de 2010

SEVERINO, A. J. – A pesquisa na pós-graduação em educação. Revista

Eletrônica de Educação. São Carlos, SP: UFSCar, v.1, no. 1, p. 31-49, set.

2007. Disponível em http://www.reveduc.ufscar.br.

OLIVEIRA, Romualdo Portela de. A transformação da educação em

mercadoria no Brasil. Educação & Sociedade., Out 2009, vol.30, n.108,

p.739-760. Disponível em: http://www.scielo.br

 

LINHA HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO, MEMÓRIA E SOCIEDADE

AMADO, J. & FERREIRA, M. (org). Usos e abusos da História Oral. 1. ed.

Rio de Janeiro: Fundação Getúlio Vargas, 1996.

BOSI, E. Memória e sociedade: lembranças de velhos. 7. ed. São Paulo:

Companhia das Letras, 1999.

BURKE, Peter. 1992. A escrita da história: novas perspectivas. São Paulo:

UNESP, 1992.

CAMBI, F. História e Pedagogia. São Paulo : Editora UNESP, 1999.

FREITAS, Marcos Cezar (org.). Historiografia Brasileira em Perspectiva. 5.

ed. São Paulo: Contexto, 2003.

LE GOFF, J. História e Memória. Campinas: Editora da UNICAMP, 1996.

VEIGA, G. C. & F., T. N. História e Historiografia da Educação no Brasil.

Belo Horizonte: Autêntica, 2003.

STEPHANOU, M & BASTOS, M. H. C. Histórias e Memórias da Educação

no Brasil. (Vol. I, II e III). Petrópolis: Vozes, 2005.

LINHA EDUCAÇÃO E DIVERSIDADE

BOURDIEU, P. et al. O poder simbólico. Rio de Janeiro, Bertrand,1998.

CANCLINI, N. G. Culturas híbridas. 4. ed. São Paulo: EDUSP, 2008.

CERTEAU, M. A cultura e a escola. A cultura no plural. Campinas: Papirus,

2005.

FOUCAULT, M. As palavras e as coisas. São Paulo:Martins Fontes, 2002.

______. Arqueologia do Saber. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2007.

GEERTZ, C. A interpretação das culturas. Rio de Janeiro: Zahar, 1978

HALL, S. Identidade cultural na pós-modernidade. Rio de Janeiro: DP&A

Editora, 2006.

_____ Da diáspora: identidades e mediações culturais. Belo Horizonte:

UFMG, 2003.

 

CORPO DOCENTE (SEGUNDO AS LINHAS DE PESQUISA)

Linha de Pesquisa: Políticas e Gestão da Educação.

Professores Permanentes:

Dra. Dirce Nei Teixeira de Freitas

Dra. Elisângela Scaff

Dra. Giselle Cristina Martins Real

Dra. Marilda Moraes Garcia Bruno

Dr. Paulo Gomes Lima

Professores Colaboradores:

Dra. Alaíde Maria Zabloski Baruffi

Dra. Lindamir Cardoso Vieira Oliveira

 

Linha de Pesquisa: História da educação, Memória e Sociedade

Professores Permanentes:

Dra. Alessandra Cristina Furtado

Dra. Maria do Carmo Brazil

Dra. Magda

Deixe seu Comentário

Leia Também

FAMOSIDADES
Silvio Santos se pronuncia sobre polêmica com Claudia Leitte e reage a campanha feminista
NOVELA GLOBAL
'O sétimo guardião': Sóstenes cometeu crime por amor a Luz
ABUSO SEXUAL
João de Deus se entrega para a polícia
ACIDENTE
Criança de dois anos se enforca com a alça da bolsa enquanto brincava em escola
CASO JOÃO DE DEUS
Marina Ruy Barbosa intervém no caso João de Deus e impede uma grande tragédia
PRISÃO DECRETADA
Justiça de Goiás decreta prisão de João de Deus
STARTUPS NO BRASIL JÁ É SUCESSO
O sucesso das startups no Brasil e algumas novas apostas no mercado
REVOLTANTE
Filha de João de Deus diz que foi abusada dos 10 aos 14 anos: 'Meu pai é um monstro'
NOVELA GLOBAL
'O sétimo guardião': Robério beija Marcos Paulo e a agride ao descobrir que ela é trans
DESTAQUE MUNDIAL
Dois brasileiros estão no Top 50: melhores professores do mundo