Menu
SADER_FULL
segunda, 21 de janeiro de 2019
LIMIT ACADEMIA
Busca
ITALÍNEA
Brasil

UEMS vai abrir sindicância sobre denúncia de racismo

14 Set 2004 - 18h06

O reitor da UEMS (Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul), Luiz Antônio Alvarez Gonçalves, informou ao Campo Grande News que recebeu hoje o documento em que o Cedine (Conselho Estadual dos Direitos do Negro) e o Fórum de Permanente de Entidades do Movimento Negro pede a abertura de sindicância para apurar um caso de racismo ocorrido dentro da instituição. O documento tem a data do dia 20 de agosto, mas conforme o reitor, só hoje chegou às suas mãos.

O caso de racismo dentro da UEMS é apontado pelas entidades como um exemplo do preconceito conta os que forma beneficiados pela reserva de vagas a negros e índios na instituição. O reitor disse que, embora considere esse um caso isolado, vai atender ao pedido das entidades e abrir a sindicância.

Sobre as outras providências pedidas, que incluem ações de combate ao preconceito, o reitor diz que há essa preocupação na instituição. Segundo ele, a Pró-reitoria de ensino, responsável por colocar o projeto da reserva de vagas em prática, tem um grupo que acompanha a inclusão dos alunos beneficiados. O aluno que denunciou racismo por parte de um professor, em Ivinhema, está recebendo acompanhamento, conforme o reitor.

Segundo Gonçalves, dos 6 mil alunos que a UEMS tem 303 entraram no último vestibular através do sistema de cotas para índios e negros. Isso quer dizer que a reserva de 30% das vagas não foi preenchida, pois das 1,6 mil oferecidas no concurso, 492 era para indígenas e negros. O reitor atribui essa percentual não preenchido principalmente à novidade desse tipo de iniciativa.

Deixe seu Comentário

Leia Também

MORTE A ESCLARECER
Exército investiga morte de sargento após teste de aptidão física
CASO DE POLÍCIA
Rapaz morre em pátio de motel
MINISTRA DO MS NO GOVERNO BOLSONARO
Ministra Tereza Cristina garante fortalecer cadeia do leite e agricultura familiar
PROBLEMAS MENTAIS
Casal é brutalmente agredido a enxadadas pelo filho
BARRADO
Filho do cantor Marciano diz ter sido impedido de ir no velório do pai
A COBRA VAI FUMAR - SEGURANÇA NO MS
MS fecha o cerco contra a violência na fronteira em mega operação
LUTO NA MÚSICA
Marcelo Yuka, fundador do Rappa morre aos 53 anos
ROTEIRO ESPECIAL PARA O RIO DE JANEIRO
Roteiro diferente para continuar conhecendo o Rio de Janeiro
DICA DE TURISMO E FÉRIAS
Dicas para curtir uma temporada em Arraial do Cabo
LUTO - ESPORTE
Morre Jackelyne da Silva, ginasta da seleção brasileira, aos 17 anos