Menu
PASSARELA
sexta, 22 de junho de 2018
SADER_FULL
Busca
ITALÍNEA
Brasil

TSE considera nulas 2.702 candidatura questionada na justiça

4 Out 2004 - 17h53
O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) divulgou que 2.702 candidatos a prefeito ou vereador estão com suas candidaturas “sub judice”, ou seja, os votos dados a esses candidatos foram considerados nulos. Porém ainda cabem medidas para reverter as decisões da justiça eleitoral. Por isso, os votos são computados e permanecem armazenados até o julgamento da ação.

Do total, 442 são candidatos a prefeito e 2.260 a vereador. O estado com maior candidaturas nulas para prefeitura é São Paulo, com 59. Para vereadores, o Rio de Janeiro é campeão com 368, seguido do Pará com 356 e a Bahia com 254. O Acre é o único estado que não tem nenhum candidato a prefeito “sub judice” e apenas um candidato a vereador com voto nulo.

O TSE ainda vai julgar antes do segundo turno 681 recursos de candidatos a prefeito e vereador. O presidente do TSE, Sepúlveda Pertence adiantou que esses recursos devem ser julgados, no máximo, em duas semanas.
 
 
Agência Brasil

Deixe seu Comentário

Leia Também

SAUDE
Mulher dá a luz em calçada no Cajuru
FAMOSIDADES
Ex-apresentadora do ‘Vídeo show’, Alinne Prado sofre assalto a mão armada dentro de casa
RELIGIÃO
Padre é flagrado dando tapa em criança durante batismo
APOCALIPSE
André (Sidney Sampaio) é assassinado por Ricardo (Sérgio Marone)
DEMORA
Diesel cai R$ 0,62 em distribuidoras e apenas R$ 0,32 nos postos de MS
Brasil
Terceiro homem que assediou russa na Copa diz que “estão transformando um copo d’água em uma tempestade”
‘Alta Pressão’
Exército deflagra Operação para fiscalizar armamento e reduzir desvios para o comércio ilegal
COLÉGIO DELPHOS - BOLSAS DE ESTUDOS
Colégio Delphos Nota 10 oferece provas para bolsas de estudos neste sábado em Dourados
UNIPAR - EAD - DOURADOS
Unipar EAD com pós-graduação e 25 cursos a distância com mensalidade acessíveis agora em Dourados
PENSÃO ALIMENTÍCIA
Genro de Silvio Santos é procurado por Policia Federal após mandado de prisão