Menu
LIMIT ACADEMIA
terça, 19 de março de 2019
SADER_FULL
Busca
ITALÍNEA
Brasil

Trigo tem perda de 70% em Dourados

2 Set 2004 - 17h08
A colheita de trigo e milho na safrinha já registra novo prejuízo aos produtores rurais de toda a região de Dourados. A colheita, que deveria ser a salvação das lavouras após a safra de soja - com quebra de 70% -, apenas trouxe mais prejuízos e preocupação aos agricultores. De acordo com a Aeagran (Associação dos Engenheiros Agrônomos da Grande Dourados), o trigo, com área plantada de 100 mil hectares na região, teve uma quebra de safra em torno de 70%. "Novamente os fatores climáticos prejudicaram a produção. Desta vez, o excesso de chuvas trouxe doenças, que praticamente dizimaram as plantações", afirmou o presidente da Aeagran, Ângelo Ximenes.

Assim como o trigo, o milho também sofreu os impactos climáticos do inverno. As geadas no mês de junho prejudicaram o desenvolvimento da planta, que estava em fase de formação de espigas. "A colheita da safrinha foi um verdadeiro desastre. Agora, a próxima safra será marcada pela cautela e assistência técnica reforçada", declarou o engenheiro agronomo.

O milho, com 80 mil hectares plantados, terá colheita entre 25 e 55 sacas por hectare. Para o trigo, a previsão é de 30 sacas por hectare.

Cotação
De acordo com Ximenes, a próxima safra acontece ainda este mês, com a plantação de milho, e em outubro, na safra de soja. Segundo ele, a recuperação do prejuízo só poderá ser feita com uma colheita de qualidade e bons preços. "Os agricultores já investiram em insumos, sementes e maquinários. Agora, o preço da safra colhida deverá ser bastante alto, para compensar os prejuízos anteriores", afirmou.

A saca de soja, atualmente, está sendo cotada por aproximadamente US$ 12. A expectativa é que o milho seja cotado na casa dos R$ 14; trigo a R$ 20 e a soja por R$ 37.

Prejuízo
O agricultor Valdemir Souto Qualhoto já contabiliza os novos prejuízos obtidos com a safrinha. Ele prevê uma colheita inferior a 20 sacas de milho e trigo por hectare plantado. Ele conta que plantou 300 hectares de milho e 160 hectares de trigo em uma propriedade em Dourados. Agora, a expectativa é recuperar o prejuízo acumulado na próxima safra de soja. "Tivemos duas quebras de safra acumuladas e esperamos que a próxima colheita seja bastante proveitosa", afirmou o produtor.
 
MS Notícias

Deixe seu Comentário

Leia Também

ASSÉDIO SEXUAL
Homem é morto a tiros após assediar mulher casada
FATALIDADE
Mulher morre ao cair de pé de abacate e bater cabeça na linha do trem
MANIACO SEXUAL
Pai flagra estupro da filha dentro de casa usando o celular, suspeito foi preso
FAMOSIDADES
Quem era Bettina antes do R$ 1 Milhão: Ela foi professora de balé, modelo e panfleteira
MENTOR DO MASSACRE
Polícia de Suzano apreende menor suspeito de planejar ataque
INTERNADO
Criança de 4 anos cai em poço de cinco metros de profundidade
RESGATADO
Cão abandonado em ilha estava sendo comido vivo por urubus
SEXTUPLOS
Americana dá à luz seis bebês em nove minutos
TRAGÉDIA EVITADA
Garoto de 11 anos leva faca na mochila para matar colega no ônibus escolar
ALERTA AOS PAIS
Menino de quatro anos corta os pulsos em Goioerê e pode ser influência da Momo