Menu
SADER_FULL
terça, 11 de dezembro de 2018
LIMIT ACADEMIA
Busca
CANTINA BAH
Brasil

TRE começa analisar a lei “ficha limpa” em Mato Grosso do Sul

27 Jul 2010 - 13h18Por O Progresso

O TRE (Tribunal Regional Eleitoral) de Mato Grosso do Sul começou  a julgar os 371 pedidos de candidaturas individuais, exceto das duas coligações e de um partido isolado, o PSOL, que montou chapas puras para concorrer a todos os cargos. Das coligações e do PSOL, os pedidos foram deferidos durante sessão do TRE na semana passada.

Os pedidos de candidaturas, impugnações e "ficha limpa" serão julgados paralelamente. Os julgamentos continuam até dia 5 de agosto, quando encerra o prazo estipulado pela Justiça Eleitoral.

Um dos candidatos que estão sendo julgados com base no Ficha Limpa é o deputado federal Dagoberto Nogueira (PDT), que postula o Senado na chapa do ex-governador Zeca do PT. O pedetista foi condenado pelo Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul por improbidade administrativa.

O atraso para o início dos julgamentos individuais ocorreu porque o TRE teve que intimar pelo menos 90% dos pré-candidatos que entraram com pedido de candidatura, por causa de documentação irregular.

Os pré-candidatos que não atenderem a intimação do TRE/MS em 72 horas, a partir do recebimento, pode ter a candidatura indeferida, por absoluta falta de prova com relação à inexistência de hipótese de inelegibilidade.

Apresentada a documentação pertinente, será examinada se a candidatura preenche, ou não, os requisitos legais, inclusive os relativos à Lei da Ficha Limpa.

Para o presidente do TRE, o desembargador Luiz Carlos Santini, muitas das situações apontadas demonstram desrespeito à legislação eleitoral, desconsideração com o poder judiciário e evidenciam a desorganização de alguns partidos e coligações.

Só a Procuradoria Regional Eleitoral em Mato Grosso do Sul (PRE/MS) ajuizou 71 impugnações. Grande parte delas tem como fundamento a falta de prova da desincompatibilização de servidores públicos pré-candidatos. Outros motivos são as condenações criminais e julgamentos de contas pelo Tribunal de Contas do Estado e da União.

A maioria dos pedidos de registro foram feitos sem a apresentação dos documentos necessários exigidos pela Resolução TRE nº 428/2010, demonstrando que coligações, partidos e candidatos não apresentaram devidamente os documentos, descumprindo a legislação.

O PRE/MS explica que só com apresentação da documentação completa exigida, principalmente as certidões negativas cíveis e criminais, é que poderá ser realizada com clareza análise pelo deferimento, ou não, da candidatura, principalmente se houve o atendimento da chamada Lei da Ficha Limpa.

IMPUGNAÇÕES

Para o presidente do TSE, Ricardo Lewandowski, a implementação da Lei da Ficha Limpa deve provocar a impugnação de até 15% das candidaturas este ano.

"A ficha limpa pegou, sem dúvida nenhuma. Estou fazendo um cálculo que essas impugnações devem corresponder entre 10% a 15% dos registros de candidaturas. Isso é algo esperado, está dento do normal e a Justiça Eleitoral dará uma resposta rápida a essas impugnações".

O presidente do tribunal disse também que a lei prevê algumas hipóteses de inelegibilidades e ao que, até o momento, todas as impugnações estão baseadas na Lei da Ficha Limpa.

"Vamos examinar todas essas impugnações e o que pode, de certa maneira, tranquilizar a todos que acompanham essas impugnações é que, no momento, o TSE (Tribunal Superior Eleitoral) e o STF (Supremo Tribunal Federal) chegaram a um consenso em relação a certas teses, os processos serão julgados rapidamente", disse o ministro, em relação ao prazo para a Justiça Eleitoral julgar todos os casos de inelegibilidade.

Deixe seu Comentário

Leia Também

CENTRO ESPÍRITA
Médium é acusado de Abusos Sexuais em crianças
NOVELA GLOBAL
'O sétimo guardião': Nicolau leva surra de chicote no bordel
COVARDIA
Mulher agride menino autista em playground e vídeo viraliza
NOVELA GLOBAL
'O sétimo guardião': Nicolau descobre que Diana luta karatê e fica em choque
ACUMULOU
Ninguém acerta a mega-sena e prêmio acumula em R$ 30 milhões
VIOLENCIA
'Tiro, porrada e bomba': festa em universidade acaba em pancadaria e PM responde com violência
NOVELA GLOBAL
Gabriel confronta Valentina em “O Sétimo Guardião”
ARROCHO
Regra defendida por Bolsonaro tira R$ 1,1 mil por mês das novas aposentadorias
BARBÁRIE
Mulher é presa após atear fogo em cachorro
NOVELA GLOBAL
'O sétimo guardião': Feliciano foi muito rico e ajudou Valentina no passado