Menu
LIMIT ACADEMIA
segunda, 18 de fevereiro de 2019
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
CANTINA BAH
Brasil

TRE abre precedente a Maluf no julgamento da Ficha Limpa

11 Ago 2010 - 17h28Por Folha Online

Ontem, o TRE (Tribunal Regional Eleitoral) de São Paulo considerou válida uma tese de defesa semelhante à do deputado federal Paulo Maluf (PP-SP), que nos próximos dias será julgado pela corte eleitoral com base na Lei da Ficha Limpa.

O caso analisado pelo TRE foi do deputado estadual Uebe Rezeck (PMDB), que tenta a reeleição. O deputado havia sido apontado como "ficha-suja" pela Procuradoria Regional Eleitoral.

A Lei da Ficha Limpa proíbe as candidaturas de condenados por órgãos colegiados da Justiça ou tribunais de contas.

Os processos de Rezeck e Maluf são muito parecidos. Ambos foram condenados por improbidade administrativa pelo TJ (Tribunal de Justiça) de São Paulo, órgão colegiado do Judiciário paulista, mas apresentaram recursos contra as punições ao próprio TJ-SP.

A tese de defesa deles é de que essas condenações não deveriam ser consideradas definitivas porque o próprio tribunal poderia modificar as decisões desfavoráveis a eles.

Os advogados de Rezeck conseguiram emplacar essa tese no julgamento do peemedebista no TRE de São Paulo. Os advogados de Maluf, que assistiam ao julgamento na plateia, comemoraram o resultado.

O deputado do PMDB havia apresentado um recurso --chamado embargos de declaração-- ao próprio TJ. O recurso foi rejeitado pelo tribunal, mas essa última decisão foi publicada na imprensa oficial após Rezeck ter registrado sua candidatura.

Na sessão de ontem, por 4 votos a 3, os juízes do TRE-SP consideraram que a falta da publicação da decisão dos embargos fez com que a condenação do TJ não fosse válida no momento do registro de candidatura de Rezeck, ou seja, o julgamento em segunda instância do TJ ainda não estaria concluído quando o deputado do PMDB fez sua inscrição eleitoral.

Maluf também alega que seu julgamento no TJ ainda não terminou, pois ele apresentou um recurso intitulado embargos infringentes ao próprio tribunal.

O deputado federal deverá ser julgado pelo TRE-SP na semana que vem.

Deixe seu Comentário

Leia Também

O REI ROBERTO CARLOS
Roberto Carlos vestiu rosa e se mostrou contrário a projeto de Jair Bolsonaro
BRIGA NO PLANALTO
Magoado e traído, Bebianno não vai poupar filho de Bolsonaro
TRÁGICO
Mãe do piloto de Ricardo Boechat morre três dias após o filho
OUTROS 10 ESTADOS
Horário de verão termina à meia-noite; relógios devem ser atrasados em 1h
BARBÁRIE
Rosane Santiago Silveira, torturada e morta em sua própria casa
CARRO DE APLICATIVO
Mulher é estuprada após aceitar água e bala em carro de app
VIOLENCIA DOMESTICA
Enquanto Lírio Parisotto era condenado, Luiza Brunet discutia campanha contra violência doméstica
CANALHA
Criança de 4 anos é estuprada no próprio aniversário
HORARIO DE VERÃO
Atrase seu relógio! Horário de verão termina neste sábado(16)
CARCERE PRIVADO
Mulher é chicoteada com fio elétrico pelo marido