Menu
CACAU SHOW FÁTIMA DO SUL 0
sexta, 18 de outubro de 2019
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
ÁGUAS DE BONITO
Brasil

Trabalhadores rurais ocupam Incra no Recife

10 Abr 2007 - 17h10

Cerca de duzentos trabalhadores do Movimento Terra, Trabalho e Liberdade (MTL) ocupam, nesta terça-feira (10), a sede do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) no Recife (PE). Nenhum funcionário pode entrar ou sair do prédio.

 

Os manifestantes chegaram ao local na segunda-feira (9) e bloquearam uma das avenidas mais movimentadas da região do bairro dos Aflitos por cerca de uma hora. Eles exigem a saída da superintendente do órgão em Pernambuco, Maria de Oliveira, e a abertura de negociações diretas com o Ministério do Desenvolvimento Agrário.

 

 

Os trabalhadores rurais organizaram outros protestos nesta semana. No Piauí, eles invadiram o palácio do governo na segunda-feira (9). Na Bahia, cerca de 5.000 agricultores ligados ao Movimento Sem-Terra (MST) fazem uma caminhada entre Feira de Santana e Salvador.

 

Os trabalhadores ligados ao MST prometem uma série de manifestações neste mês, que está sendo chamado de "Abril Vermelho". Eles pedem agilidade no processo de reforma agrária.

 

 

 

G1

Deixe seu Comentário

Leia Também

DESABAMENTO DE PRÉDIO
Fortaleza: sob escombros, vítimas telefonam e jovem faz selfie
VICENTINA EM DESTAQUE
Vicentinense é destaque na São Paulo Fashion Week
ROMARIA
Romeiros saíram nesta quinta, 17, de Fátima do Sul para Aparecida do Norte
DESCARGA ELÉTRICA
Mulher morre após levar choque em máquina de lavar
MISTÉRIO
Mulher é morta e jogada no rio; filho de quatro anos da vítima estava em carro abandonado
ABUSOS À CRIANÇAS
Três meninas são abusadas pelo avô em troca de doces
COVARDIA
Criança de 5 anos era agredida todos os dias pelo pai, inclusive para se alimentar
SORTUDO
Fotaleza tem o mais novo milionário da Mega Sena
NOVELA GLOBAL
Amadeu abandona defesa de Josiane durante o julgamento da vilã em 'A dona do pedaço'
HOMOFOBIA
Filho de Mauricio de Souza desabafa após ataques homofóbicos: 'Desejam que eu apanhe'