Menu
SADER_FULL
terça, 25 de setembro de 2018
LIMIT ACADEMIA
Busca
SICREDI_FATIMA
Brasil

Trabalhador têm até dia 30 de junho para sacar o abono do PIS

21 Jun 2010 - 13h12Por Conjuntura Online

Trabalhadores que ainda não sacaram o abono do PIS (Programa de Integração Social), no valor de R$ 510, têm até o dia 30 deste mês para efetuar o saque. De acordo com a Caixa Econômica Federal, cerca 615 mil pessoas ainda não foram receber o abono.

Tem direito ao abono o trabalhador cadastrado no PIS ou Pasep (Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público) até 2004, que tenha trabalhado pelo menos 30 dias consecutivos, ou não, no ano de 2008, com carteira assinada. É necessário que o trabalhador tenha recebido até dois salários mínimos mensais.

O banco já efetuou o pagamento para 13,9 milhões de trabalhadores, em um volume de R$ 6,4 bilhões, durante o ano 2009/2010. Aqueles que ainda não retiraram o abono podem retirar com o Cartão do Cidadão com senha em qualquer máquina de autoatendimento, casas lotéricas e nos correspondentes bancários da Caixa.

O abono é pago com os recursos do FAT (Fundo de Amparo ao Trabalhador) e a gestão do programa é feita pelo Ministério do Trabalho e Emprego.

Deixe seu Comentário

Leia Também

FUGA FRACASSADA
Tentativa de fuga termina com agente de cadeia e detentos feridos
ASSASSINATO
Por quebrar "pacto de sangue" homem é assassinado juntamente com amigo
NOVELA GLOBAL
'Segundo sol': Mistérios sobre passado de Karola começam a ser revelados
CORRIDA PRESIDENCIAL
Haddad continua disparada em pesquisa do BTG e se consolida no 2º turno
CASAL BRUMAR
Bruna Marquezine e Maraina Ruy Barbosa se afastam e climão na Itália alerta internautas
MARIA DA PENHA
Após deixar hospital, mulher esfaqueada pelo ex diz: 'Não deixe passar em vão'
CAPITULO FINAL
Saiba tudo que vai acontecer no fim de 'Orgulho e paixão'
MUTANTE
Grife inova em passarela com modelos de 'três seios'
EMBOSCADA
Homem é assassinado na frente do filho de seis anos
FAMOSIDADES
Xuxa rompe silêncio sobre Marlene Mattos e traições de Pelé: ‘Me fez coisas muito feias’