Menu
PASSARELA
domingo, 24 de junho de 2018
SADER_FULL
Busca
ITALÍNEA
Revoltante

Torturadores de crianças são presos em Paranaguá

Crianças eram torturadas repetidamente, diz delegada

10 Out 2017 - 16h32Por Massa News

A delegada do Núcleo de Proteção à Criança e ao Adolescente Vítimas de Crime (Nucria) de Paranaguá, Maria Nysa Moreira Nanni, disse que o casal preso por torturar duas crianças tinha a prática como rotina. A mulher, de 35 anos, era a mãe da menina de 10 anos e de um menino de seis anos. O homem preso, de 55 anos, era padrasto das crianças.

A delegada contou que as investigações sobre o caso começaram no início deste ano, após denúncia de funcionários da escola onde as crianças estudavam. No entanto, os problemas enfrentados pela menina e pelo menino começaram pelo menos em 2015. “A gente já tinha a notícia dos maus tratos, mas infelizmente o casal interceptou o Conselho Tutelar e a escola, tirando as crianças do local do estudo. Inclusive, perdemos a identificação destas crianças”, conta.

Apesar da alteração de escola, a prática de tortura continuava. “Novamente observaram as lesões nas crianças e houve a notícia rápida ao Nucria. As crianças foram acolhidas e continuamos com as investigações. Os espancamentos eram cotidianos, em várias partes do corpo. A perícia identificou marcas e lesões em datas diferentes. Os corpos das crianças eram como mapas das agressões”, explica Maria Nysa.

Ela ainda revelou que a menina apresentava a Síndrome de Estocolmo. “Ao mesmo tempo que ela evidenciava os maus tratos e a tortura, ela queria proteger o casal”, comenta. Já o menino de seis anos teve um quadro de regressão, sem conseguir se expressar por meio da fala e tendo crises de pânico.

Segundo a delegada, paralelamente à apuração sobre maus tratos e tortura, sugiram denúncias sobre a realização de rituais de magia negra por parte do casal. “Houve o cumprimento de um mandado de busca e apreensão na casa do casal, já quando as crianças estavam acolhidas, e foram encontrados materiais e apetrechos que configuraram atividades religiosas”, salienta.

Maria Nysa enfatiza que a denúncia sobre rituais de magia negra ocorreu paralelamente às investigações sobre as condições das crianças e da família. “Não temos ainda a confirmação se a perversidade chegava neste nível, de as torturas acontecerem durante os rituais. Mas as crianças viviam neste tipo de ambiente”, indica.

A delegada afirma que as investigações estão praticamente concluídas. O casal foi autuado por diferentes crimes, entre eles maus tratos e tortura, e não quis se pronunciar na delegacia.

Colaboração Rádio Ilha do Mel FM

Deixe seu Comentário

Leia Também

ENTRETENIMENTO - SAÚDE
Padre Fábio de Melo sofre da síndrome do pânico e fala como administra a doença
NOVELA GLOBAL
'Segundo Sol': Laureta revela para a família de Rosa que ela é prostituta
GOVENO NÃO CUMPRE
Caminhoneiros anunciam nova paralisação, mas trabalhadores de MS não devem participar
RAIVA HUMANA
Morte de turista por raiva humana é confirmada em Ubatuba
NOVELA GLOBAL
Valentim sofre grave acidente de carro
INACEITAVEL
Mãe de jovem morto no Rio: “É um Estado doente que mata criança com roupa de escola”
HAJA CORAÇÃO
Neymar é o autor do gol mais tardio, em tempo normal, de uma Copa na história
COPA DO MUNDO
No sufoco, Brasil supera a Costa Rica e consegue primeira vitória na Copa do Mundo
NOVELA GLOBAL
Segundo Sol: Rosa coloca fim em relação com Ícaro e ele toma atitude
SAUDE
Mulher dá a luz em calçada no Cajuru