Menu
SADER_FULL
domingo, 17 de fevereiro de 2019
LIMIT ACADEMIA
Busca
ITALÍNEA
DOURADOS

TJ/MS nega liminar para libertar a primeira-dama de Dourados

24 Set 2010 - 06h36Por TV Morena

O desembargador Carlos Alberto Contar, da seção criminal do TJ/MS (l de Justiça de Mato Grosso do Sul), negou na tarde desta quinta-feira (23) a concessão de liminar no pedido de habeas corpus para a primeira-dama de Dourados, Maria Aparecida de Freitas Artuzi, que foi presa pela Polícia Federal, junto com o marido, Ari Artuzi, na Operação Uragano, sob a suspeita de participar de esquema de fraudes a licitações públicas.

Maria Aparecida está presa na Unidade Educacional de Internação (UNEI) de Dourados, enquanto que o prefeito está em uma cela da 3ª Delegacia de Polícia Civil, em Campo Grande.

O advogado que representa o casal, Carlos Marques, disse que deve tomar conhecimento do teor da decisão e depois deve encaminhar ao próprio TJ, um recurso contra a decisão. Ele explica que além deste recurso, já existe um outro pedido de habeas corpus em favor de Maria Aparecida que está em tramitação no Superior Tribunal de Justiça (STJ).

Quanto a Artuzi, o advogado diz que espera entre hoje e amanhã a análise pelos desembargadores de um novo recurso, em que pede a liberdade do seu cliente com base em um fato novo, que foi o seu afastamento do cargo.

“Se o pedido também for indeferido vamos entrar com um pedido no STJ também”, revela Marques.

Deixe seu Comentário

Leia Também

OUTROS 10 ESTADOS
Horário de verão termina à meia-noite; relógios devem ser atrasados em 1h
BARBÁRIE
Rosane Santiago Silveira, torturada e morta em sua própria casa
CARRO DE APLICATIVO
Mulher é estuprada após aceitar água e bala em carro de app
VIOLENCIA DOMESTICA
Enquanto Lírio Parisotto era condenado, Luiza Brunet discutia campanha contra violência doméstica
CANALHA
Criança de 4 anos é estuprada no próprio aniversário
HORARIO DE VERÃO
Atrase seu relógio! Horário de verão termina neste sábado(16)
CARCERE PRIVADO
Mulher é chicoteada com fio elétrico pelo marido
TRAGÉDIA NA FAMILIA
Lutador de MMA mata ex de 16 anos, tenta suicídio e morre horas depois em hospital
VIOLENCIA NO RIO
Menina de 11 anos é baleada e morta em Triagem; moradores protestam
DOENÇA GRAVE
Leiliane ganha acompanhamento médico após desastre com Boechat