Menu
LIMIT ACADEMIA
sábado, 17 de novembro de 2018
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
ITALÍNEA
Brasil

TJ de MS já experimenta o Processo Judicial Digital

15 Ago 2007 - 05h50
Uma equipe do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) esteve ontem (13), no Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul, para apresentar e instalar o sistema de Processo Judicial Digital (PROJUDI). De acordo com o Assessor de Tecnologia do CNJ, Leandro Lira, apenas uma máquina recebeu o programa para que as equipes de informática do TJMS conheçam a forma de funcionamento do programa e avaliem o seu funcionamento.

No período da manhã, o juiz titular do Juizado Especial Cível de Palmas no Tocantins, Dr. Marcelo Faccioni, apresentou o sistema para uma equipe do TJ e inclusive movimentou um processo do Juizado de Palmas, pelo sistema, aqui em Campo Grande, no Salão Pantanal. Dr. Marcelo falou das vantagens e demonstrou o funcionamento.

O TJMS já tem uma solução própria para o processo virtual. Trata-se do SAJ instalado em duas varas totalmente virtuais em Campo Grande com previsão de instalação em todos os juizados não adjuntos do Estado até março de 2008. Segundo o Diretor da Secretaria de Informática, Lício Sérgio Ferraz de Brito, a questão agora é avaliar se é possível migrar para este sistema apresentado pelo CNJ. Entre as vantagens está a utilização sem custo e com código aberto para modificar, porém não é compatível com o sistema utilizado hoje em todas as comarcas.

Não há prazo estabelecido, mas a Secretaria de Informática estuda a possibilidade de implantar o sistema oficialmente em uma vara para avaliar a operacionalidade do programa.

Projudi – O Processo Judicial Digital é um sistema, desenvolvido pelo CNJ, que faz a tramitação eletrônica de processos, via web, em software livre, distribuído gratuitamente aos tribunais. A previsão do Conselho Nacional de Justiça é de que em quatro anos, no máximo, todos os novos processos judiciais tramitarão eletronicamente pela Internet.

O sistema já está em uso experimental em 10 tribunais e outros 15 devem implementar o serviço até o final do ano. Uma das grandes vantagens do processo virtual é o combate à morosidade da Justiça. Além de encurtar o tempo de tramitação para 20% ou menos, o Projudi permite grande economia de recursos.

O processo judicial digital, também chamado de processo virtual ou de processo eletrônico, pode ser definido como um sistema de informática que reproduz todo o procedimento judicial em meio eletrônico, substituindo o registro dos atos processos realizados no papel por armazenamento e manipulação dos autos em meio digital.
 
 
 
 
MS Notícias

Deixe seu Comentário

Leia Também

ASSASSINATO
Câmeras flagram dupla efetuando mais de 30 tiros contra homem; veja o vídeo
TRISTEZA
Menino de 10 anos comete suicídio após a prisão do pai
MALDADE
Câmera de segurança flagra homem colocando fogo em casinha comunitária para cachorros
FATIMASSULENSES EM UBATUBA (SP)
Fatimassulenses, alunos do Vicente Pallotti fazem curso de biodiversidade marinha em Ubatuba (SP)
NOVELA GLOBAL
'O sétimo guardião': Gabriel se declara para Luz e os dois se beijam
MULHERES TEM QUE DENUNCIAR
Jovem posta foto com rosto inchado para denunciar agressão do namorado
ENCONTRO DE GOVERNADORES
Em encontro de governadores com Bolsonaro, Reinaldo defende fronteira e reajuste da tabela SUS
VIOLENCIA DOMESTICA
Homem é esfaqueado por esposa que tem ciumes até da sombra
ENTROU ATIRANDO
VÍDEO: Pastor é baleado no altar durante o culto
TRAGEDIA
Ex-prefeito é morto pelo pai após ser confundido com assaltante