Menu
LIMIT ACADEMIA
terça, 16 de outubro de 2018
SADER_FULL
Busca
ITALÍNEA
Brasil

Tite reza em treino do Corinthians

6 Jul 2004 - 13h58
Na manhã desta terça-feira, no treino do Corinthians realizado no Parque São Jorge, o técnico Tite entrou no gramado com as palmas das mãos voltadas para o céu, com os olhos fechados e aparentemente fazendo uma oração.

Após a movimentação, o treinador explicou a cena e disse ser um ato comum no seu dia-a-dia.

"Não rezo pelas vitórias, mas faço sempre um agradecimento a Deus por poder fazer o que gosto (ser técnico de futebol)", justificou Tite.

Na antepenúltima posição do Campeonato Brasileiro com 10 pontos, o Corinthians terá uma novidade nesta quarta-feira, contra o Coritiba, para tentar sua primeira vitória desde a chegada de Tite.

O lateral Zé Carlos vai entrar no lugar de Renato, que vinha jogando improvisado na posição. No intervalo da derrota para o Santos por 3 a 2 no último domingo, o treinador já fez essa alteração.

"O Zé tem uma saída mais aguda, mais forte. É uma nova oportunidade para ele", destacou Tite.

Além da mudança na lateral, Gil e Wendell voltam à equipe, após cumprirem suspensão no clássico devido ao terceiro cartão amarelo.

 

Terra

Deixe seu Comentário

Leia Também

LUTO NO JORNALISMO
Morre Gil Gomes, jornalista policial, aos 78 anos, em São Paulo
SELEÇÃO BRASILEIRA
Brasil vence a Argentina com gol de Miranda nos acréscimos e conquista o Superclássico
HORARIO DE VERÃO
Início do horário de verão não será adiado, informa o Planalto
IBOPE PARA PRESIDENTE
Ibope para presidente, votos válidos: Bolsonaro, 59%; Haddad, 41%
ASSASSINATO
Rapaz agride avós de adolescente que não quis namorar com ele; avó morreu
TRAGEDIA NA RODOVIA
Carro ocupado por sete pessoas se envolve em acidente; cinco morreram
REVOLTANTE
Menina de 11 anos é estuprada por detento ao visitar irmão em presídio
ACIDENTE FATAL
Douradense morre em acidente no RS
REALITY SHOW
A Fazenda 10: Ana Paula é eliminada e se manifesta contra Bolsonaro
FACÇÃO CRIMINOSA
Decapitada por Satã do PCC, jovem morreu por exigir respeito após roubo de chinelo