Menu
SADER_FULL
quinta, 18 de abril de 2019
LIMIT ACADEMIA
Busca
ITALÍNEA
Brasil

Tiroteio em comício acaba com 1 morto e 2 feridos em Cuiabá

9 Set 2004 - 13h18
O cabo do Exército Domingos César de Oliveira Guimarães, de 23 anos, foi morto a tiros na terça-feira (7) no comício da Coligação Amo Cuiabá (PT, PL e PC do B), no bairro Jardim Vitória, em Cuiabá. Outras duas adolescentes, uma de 14 e outra de 12 anos, também foram feridas.

Esta é a segunda morte ocorrida em comícios em Cuiabá pela mesma coligação. Veja matéria nesta página.

A menina A.E.C.A., 12 anos, foi atingida na cabeça e está internada em estado grave no Hospital Jardim Cuiabá. A outra garota, D.L., 14, levou um tiro de raspão na mão, foi levada para o Pronto-Socorro Municipal de Cuiabá (PSMC), medicada e liberada.

Testemunhas contaram à polícia que três adolescentes armados atiraram contra Domingos César, que caiu baleado. Um dos rapazes atirou mais duas vezes, atingindo a vítima.

Mesmo ferido, Domingos conseguiu levantar-se e partir para cima dos agressores, mas não resistiu aos ferimentos e caiu morto.

Policiais militares que faziam o trabalho ostensivo durante o evento chegaram ao local do tiroteio e encontraram mais as duas menores.

Suspeito

Populares que assistiam ao showmício conseguiram render um adolescente de 17 anos, que seria o autor dos disparos. “Quando nos aproximamos do local, o rapaz estava sendo espancado por um grupo de pessoas”, contou o cabo da Polícia Militar, César Luiz de Araújo, lotado do 3º Batalhão.

Os PMs apreenderam o adolescente e, com ele, um revólver Taurus, calibre 32. Na Central de Flagrantes, ele confirmou ser o proprietário do revólver, que teria adquirido por R$ 200 de uma pessoa identificada como “Emerson”.

De acordo com a chefe de operações da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) Aparecida Behmer, o menor D.H.O., de 17 anos, foi encaminhado para a Delegacia Especializada da Juventude e Adolescência (Deja). “Ainda faltam dois acusados. Um já está identificado e o outro estamos em busca de pistas para identificá-lo”, salientou Aparecida.

Para ela, o assassinato do cabo foi mais um crime de acerto de contas por causa de drogas. “Infelizmente pessoas inocentes foram atingidas no meio da confusão”, ressaltou se referindo as duas meninas baleadas no local.

 

Folha Estado

Deixe seu Comentário

Leia Também

NOVA PARALISAÇÃO
Ala dividida de caminhoneiros falam em greve no próximo dia 29 em todo o Brasil
CAMPO BELO RESORT - PARAÍSO É AQUI
Com noite Árabe e Italiana, PACOTE do dia 03 a 05 de maio já disponível para o Campo Belo Resort
NEGLIGÊNCIA FUNCIONAL
Menino de 12 anos foge de casa, burla esquema de segurança e embarca em avião
DEU RUIM
Vítima reage e mata assaltante que tentava roubar camioneta em Toledo – ASSISTA VÍDEO
PAI MONSTRO
Pai é preso suspeito de estuprar e engravidar a filha de 11 anos
15 METROS DE ALTURA
MILAGRE – Menina de um ano que caiu do 4º andar de prédio não sofreu nenhuma fratura
ACIDENTE NA ESCOLA
Criança de 7 anos tem ferimentos graves após trave de futebol cair em sua cabeça em escola
ESTUPRO
Grávida de 20 anos foi estuprada ao pegar carona. Tarado filmou a ação
ACERTO DE CONTAS
Homem é morto a facadas e tem cadeado colocado na boca
POLEMICA
Funcionária de creche chamada de 'vadia' em faixa exposta em praça de MG recebe apoio