Menu
LIMIT ACADEMIA
quarta, 23 de janeiro de 2019
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
CANTINA BAH
Brasil

TCU condenou 367 por mau uso do dinheiro público em 2007

11 Jun 2007 - 09h43
Durante o primeiro trimestre de 2007 o TCU (Tribunal de Contas da União) condenou 367 responsáveis ao recolhimento de débitos ou pagamento de multas, num total de R$ 89,3 milhões, que equivale a quase R$ 1 milhão por dia.

O relatório foi concluído no dia 30 e o elevado número de condenações de gestores públicos - prefeitos e outros funcionários envolvidos com a gestão pública - mostra a alta incidência de mau uso do dinheiro público no Brasil.

Em 28% dos casos, as condenações foram provocadas por danos ao erário decorrentes de atos de gestão ilegítimos ou antieconômicos; em outros 28%, por prática de gestão ilegal ou infração a normas legais.

Além disso, 25% das sentenças condenatórias foram determinadas por desfalque ou desvio de dinheiro, bens ou valores públicos. Por fim, 19% das punições ocorreram por omissão no dever legal de prestar contas.

Sanções administrativas – Além dessas condenações de natureza pecuniária, o TCU também puniu 38 pessoas com sanções administrativas no primeiro trimestre. Delas, 31 foram consideradas inabilitadas para o exercício de cargos em comissão ou funções de confiança, e sete foram julgadas licitantes fraudadores e declarados inidôneos.

Drible – Apesar da freqüência com que o Tribunal de Contas pune agentes públicos, a história mostra que, raramente, valores desviados são recuperados. As propostas de punição são enviadas pelo tribunal ao Ministério Público (MP), mas os responsáveis pelas irregularidades sempre recorrem e depois tiram proveito da lentidão do sistema Judiciário para driblar os efeitos das punições.

A grande quantidade de punições aplicadas pelo TCU funciona mais como um alerta para a intensidade com que recursos federais têm sido alvo de mau uso.

Operações recentes promovidas pela Polícia Federal (PF), como a Navalha, mostram que grandes esquemas de corrupção se espalharam pelo País, envolvendo políticos, funcionários públicos, empresários, lobistas, integrantes do Poder Judiciário e policiais.

Relatório – No relatório de atividades do TCU no primeiro trimestre, um dos itens é dedicado às deliberações tomadas pelo órgão em relação à recente Operação Navalha. Segundo o parecer, o TCU julgou 60 processos nos quais houve algum tipo de participação da Construtora Gautama e proferiu 93 decisões, determinando correções nessas ações ou responsabilizando os envolvidos.

Essas ações, no entanto, não foram tomadas apenas no primeiro trimestre de 2007, mas ocorriam anteriormente.

AE

Deixe seu Comentário

Leia Também

PERSISTÊNCIA
Filho de faxineira e porteiro passa em medicina no Paraná
RENOVAÇÃO LICENÇA
Extinção de mais 130 rádios comunitárias no Brasil deve alcançar emissora de Ponta Porã
CENAS FORTES
Vídeo flagra mulher sendo agredida por ex-marido com socos e chutes
GUERRA NO RJ II
Parentes de mortos durante chacina em São Gonçalo e Itaboraí dizem que vítimas eram inocentes
GUERRA NO RJ
Chacina deixa pelo menos 7 mortos na Região Metropolitana do Rio
BBB 19
Famosos protestam contra Maycon por agredir animais e mãe o defende: 'Não é um monstro'
MORTE A ESCLARECER
Exército investiga morte de sargento após teste de aptidão física
CASO DE POLÍCIA
Rapaz morre em pátio de motel
MINISTRA DO MS NO GOVERNO BOLSONARO
Ministra Tereza Cristina garante fortalecer cadeia do leite e agricultura familiar
PROBLEMAS MENTAIS
Casal é brutalmente agredido a enxadadas pelo filho