Menu
SADER_FULL
segunda, 25 de junho de 2018
PASSARELA
Busca
ITALÍNEA
Brasil

Tchecos e gregos duelam por vaga na final da Eurocopa-2004

1 Jul 2004 - 10h48
O melhor time da Eurocopa enfrenta nesta quinta-feira a maior zebra do torneio num estádio em que as duas equipes se sentiram muito bem.

República Tcheca e Grécia disputam a outra vaga na final da Eurocopa-2004 às 15h45 (horário de Brasília), no estádio do Dragão. As duas seleções têm ótimas memórias do gramado da cidade do Porto.

Foi ali, no jogo de abertura do torneio, que a Grécia derrotou os anfitriões portugueses por 2 a 1 e mostrou à Europa que não estava na competição a passeio.

A recordação dos tchecos, que têm quatro vitórias em quatro jogos no torneio, é mais recente: no último domingo, conquistaram a vaga na semifinal com seu melhor placar (3 a 0 na Dinamarca).

A República Tcheca é a grande "sensação" da Euro, sendo a única equipe com 100% de aproveitamento de pontos na disputa. Nesta quinta, terá um desfalque. O lateral-direito Jiranek não conseguiu se recuperar de uma lesão na coxa. O zagueiro Bolf, porém, está apto a jogar, pois melhorou da contusão sofrida nas quartas-de-final.

Os gregos, que já surpreenderam portugueses, espanhóis e franceses, dizem já estar acostumados a derrubar favoritos.

"Não há favoritos em jogos como o desta quinta. A República Tcheca é uma boa equipe, com jogadores de qualidade, como nós. Quem estiver melhor e tiver mais sorte vai vencer", disse o meio-campista Giannakopoulos.

O técnico alemão que dirige a Grécia, Otto Rehhagel, tem mais opções para o jogo. O atacante Vryzas cumpriu suspensão e está à disposição do treinador.

Já o time treinado por Karel Brückner tenta um feito histórico. Desde que a Eurocopa adotou seu atual formato, com 16 seleções, não houve campeão com 100% de aproveitamento. Os tchecos ganharam o título em 1976 em uma disputa de pênaltis e foram vice-campeões em 1996. Os gregos jamais fizeram final importante.

"Não haverá surpresas no jogo. Sabemos o que fazer em campo", disse, muito otimista, Brückner.

O árbitro italiano Pierluigi Collina vai atuar na partida.

 

Folha Online



Deixe seu Comentário

Leia Também

REVOLTANTE
O Brasil que escreve sua história com sangue de crianças
FINAL
Saiba qual será o final surpreendente de Apocalipse na Record
ENTRETENIMENTO - SAÚDE
Padre Fábio de Melo sofre da síndrome do pânico e fala como administra a doença
NOVELA GLOBAL
'Segundo Sol': Laureta revela para a família de Rosa que ela é prostituta
GOVENO NÃO CUMPRE
Caminhoneiros anunciam nova paralisação, mas trabalhadores de MS não devem participar
RAIVA HUMANA
Morte de turista por raiva humana é confirmada em Ubatuba
NOVELA GLOBAL
Valentim sofre grave acidente de carro
INACEITAVEL
Mãe de jovem morto no Rio: “É um Estado doente que mata criança com roupa de escola”
HAJA CORAÇÃO
Neymar é o autor do gol mais tardio, em tempo normal, de uma Copa na história
COPA DO MUNDO
No sufoco, Brasil supera a Costa Rica e consegue primeira vitória na Copa do Mundo