Menu
SADER_FULL
sexta, 24 de janeiro de 2020
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
BANNER BET
Brasil

TCE lança amanhã à tarde cartilha educativa na Assomasul

6 Jul 2004 - 14h56
 O TCE (Tribunal de Contas do Estado) realiza amanhã, às 14h30, na sede da Assomasul (Associação dos Municípios de Mato Grosso do Sul), o lançamento estadual de uma cartilha educativa dirigida especialmente para os prefeitos e agentes públicos que estão encerrando o mandato este ano. A cartilha, denominada “Contas Públicas em Final de Mandato” tem tiragem de dois mil exemplares, 96 páginas, e é dirigida a todos os agentes públicos e políticos que se relacionem direta ou indiretamente com o assunto, como candidatos, vereadores, ordenadores de despesas, e secretários municipais.

A cartilha está dividida em 13 capítulos e trata de assuntos como a LRF (Lei de Responsabilidade Fiscal), “Obrigação de Despesa” e “Obrigação de Pagamento”, Contratação de Serviços de Natureza Continuada, Penalidades Aplicadas por Transgressões à LRF, Custeio de Obras e Serviços com Recursos de Convênio, Dívida e do Endividamento, Restos a Pagar, Despesa com Pessoal, Lei Eleitoral, Transmissão de Cargo, Fixação de Subsídios, Conservação do Patrimônio Público e Índices Constitucionais.

Além dos artigos técnicos, a cartilha traz um quadro geral resumido das punições aplicáveis às transgressões da LRF. De acordo com José Ancelmo, a cartilha foi elaborada por técnicos do Tribunal para orientação dos prefeitos e agentes públicos que encerram o ciclo do mandato municipal que marcou o início da vigência plena da LRF, a partir do exercício de 2001. O Conselheiro alerta que “o prefeito que não seguir esta cartilha certamente terá problemas com o Tribunal”.

Para José Ancelmo, este trabalho deve ajudar a evitar as chamadas heranças problemáticas, “que tanto transtorno causam àqueles que assumem uma prefeitura cujo antecessor não respeitou os preceitos constitucionais, nem soube administrar com equilíbrio as finanças públicas”. Segundo ele, a iniciativa da elaboração da cartilha decorre do compromisso que tem de diminuir as distâncias entre o Tribunal e seus jurisdicionados, “investindo na prevenção e na orientação daqueles que movimentam as riquezas públicas”.

 

Mídia Max

Deixe seu Comentário

Leia Também

TRAGÉDIA NA FAMILIA
Três crianças morrem e uma mulher fica ferida durante incêndio em casarão
ESPORTE 2020
Opção de 'Cashout' atrai apostadores iniciantes
FUTEBOL 2020
Coritiba anuncia novo patrocinador máster para 2020
DOENÇA INFECCIOSA
Presos que estavam sendo 'comidos vivos' por doença são internados
HABITAÇÃO
Prefeita troca carnaval por doação de 52 moradias populares e ajuda a famílias carentes
ACIDENTE FATAL
Carreta sem freios atravessa pista, bate em dois carros matando 3 pessoas
TRAGICO ACIDENTE
Carro roda na pista e mata Pai e filha em trágico acidente
PEDOFILIA
Polícia prende pedófilo após pai se passar pela criança em conversa no WhatsApp
BURROCRACIA
Mulher sem mãos tem benefício negado por não poder assinar papel
MANÍACO DE MARITUBA
Adolescente faz sua segunda vítima atraída por promessas de emprego