Menu
SADER_FULL
domingo, 24 de junho de 2018
PASSARELA
Busca
DR. SHAPE
Brasil

Taxa de juros deverá ser mantida em 16%, prevê Merrill Lynch

17 Ago 2004 - 13h44
A taxa Selic deverá ser mantida em 16% ao ano, sem viés, na próxima reunião do Comitê de Política Monetária (Copom), a ser realizada entre amanhã e quarta-feira em Brasília. A previsão é do Merrill Lynch e vai ao encontro do que espera a maioria do mercado financeiro. A instituição observou que, desde o último encontro do Copom, quando o IPCA foi pressionado por reajustes de tarifas, os índices inflacionários têm mostrado desaceleração. O banco citou, também, que a baixa dos preços nas vendas no atacado e no varejo tem aliviado alguns indicadores inflacionários. Ao mesmo tempo, completou a Merrill Lynch, as expectativas do mercado para o IPCA em 12 meses subiram de 6,28% para 6,40% e, para 2005, ficaram estáveis em 5,50%. Considerando o aumento das taxas reais dos contratos futuros de juros para 360 dias, bem como o aumento dos preços do petróleo no mercado internacional, a instituição justifica uma pausa da queda da taxa Selic. Em relatório enviado a clientes, a Merrill Lynch também reforça que dados divulgados recentemente apontam forte crescimento econômico, o que inspiraria cautela ao BC. No mês de junho, a produção industrial teve variação positiva de 13% em relação ao mesmo período do ano passado, a maior taxa de crescimento desde fevereiro de 2000. A instituição indica, também, que a mensagem da última ata do Copom reforça a expectativa de maior conservadorismo. No relatório, o Banco Central afirmou estar pronto para adotar uma postura mais ativa caso se consolide "um cenário de divergência entre a inflação projetada e a trajetória das metas, com uma eventual exacerbação dos fatores que levaram ao aumento recente das projeções de inflação para 2004 e 2005".

Na ata, o Copom deixou claro que a manutenção do juro nos níveis atuais por um período prolongado deverá criar um cenário benigno para a inflação, "com convergência das expectativas de inflação dos agentes privados e da inflação efetivamente ocorrida para a trajetória das metas estabelecidas pelo Conselho Monetário Nacional (CMN)".
 
 
Últimas Notícias

Deixe seu Comentário

Leia Também

GOVENO NÃO CUMPRE
Caminhoneiros anunciam nova paralisação, mas trabalhadores de MS não devem participar
RAIVA HUMANA
Morte de turista por raiva humana é confirmada em Ubatuba
NOVELA GLOBAL
Valentim sofre grave acidente de carro
INACEITAVEL
Mãe de jovem morto no Rio: “É um Estado doente que mata criança com roupa de escola”
HAJA CORAÇÃO
Neymar é o autor do gol mais tardio, em tempo normal, de uma Copa na história
COPA DO MUNDO
No sufoco, Brasil supera a Costa Rica e consegue primeira vitória na Copa do Mundo
NOVELA GLOBAL
Segundo Sol: Rosa coloca fim em relação com Ícaro e ele toma atitude
SAUDE
Mulher dá a luz em calçada no Cajuru
FAMOSIDADES
Ex-apresentadora do ‘Vídeo show’, Alinne Prado sofre assalto a mão armada dentro de casa
RELIGIÃO
Padre é flagrado dando tapa em criança durante batismo