Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
sábado, 15 de dezembro de 2018
SADER_FULL
Busca
ITALÍNEA
Brasil

Subseção da 0AB em Fátima do Sul é contra mudança no horário forense

18 Ago 2010 - 12h45Por Adélio Ferreira / Fátima News

A 15ª Subseção da Ordem dos Advogados do Brasil de Fátima do Sul, que tem como presidente, o advogado, Omar Zakaria Suleiman, vem a público manifestar o seu desagravo e indignação com a intenção do Tribunal de Justiça do MS de alterar o horário de expediente forense e da jornada de trabalho de seus servidores, mesmo que temporariamente e em caráter experimental e emergencial, pelo período de seis meses.
           
A referida intenção vem de encontro aos anseios da sociedade que luta por uma melhor prestação jurisdicional.
          
A despeito das exposições de motivos que tentam justificar a aplicação dessa nova jornada de trabalho, o poder judiciário sul-mato-grossense ainda está longe de uma assistência informatizada digna aos seus usuários e servidores de um modo geral. Não há também espaço físico suficiente para a reunião de força tarefa. Faltam máquinas e até mesmo cadeiras.
          
Nas comarcas do interior, em sua maioria, ainda é necessário o deslocamento do advogado até o prédio do Fórum para análise processual
           
Os servidores farão jornada exaustiva de sete horas ininterruptas. E o quadro defasado, com certeza refletirão diretamente no seu desempenho e qualidade dos trabalhos, já que a busca incessante de metas do judiciário nacional, imposta pelo CNJ, faz com que este seja realizado de forma mecânica e apressada, isto é, sem a devida atenção. É notório a excessiva quantidade de trabalho existente nos cartórios.
           
Não cabe ao Tribunal de Justiça do Mato Grosso do Sul fazer análise discricionária ao texto constitucional onde está expressamente determinado que o “expediente forense ficará aberto ao povo entre oito e dezoito horas”. A Constituição deve ser respeitada.
           
Deve-se buscar outros meios para conter os gastos. Prejudicar a população que busca a Justiça para a solução de litígios, não é o caminho.
           
O advogado Omar reitera o desagravo desta presente Subseção ante a intenção da modificação, pelo presidente do TJ/MS, do expediente forense a partir do mês de Setembro/2010. E espera serem atendidos.

Deixe seu Comentário

Leia Também

ACIDENTE
Criança de dois anos se enforca com a alça da bolsa enquanto brincava em escola
CASO JOÃO DE DEUS
Marina Ruy Barbosa intervém no caso João de Deus e impede uma grande tragédia
PRISÃO DECRETADA
Justiça de Goiás decreta prisão de João de Deus
STARTUPS NO BRASIL JÁ É SUCESSO
O sucesso das startups no Brasil e algumas novas apostas no mercado
REVOLTANTE
Filha de João de Deus diz que foi abusada dos 10 aos 14 anos: 'Meu pai é um monstro'
NOVELA GLOBAL
'O sétimo guardião': Robério beija Marcos Paulo e a agride ao descobrir que ela é trans
DESTAQUE MUNDIAL
Dois brasileiros estão no Top 50: melhores professores do mundo
JUSTIÇA - WHATSAPP
Administradora de grupo no WhatsApp, foi “condenada” á pagar 3 mil por discussão de membros
DICAS DE SERVIÇO DE HOSPEDAGEM NA WEB
Vai criar um blog ou um site?, saiba aqui tudo sobre o serviço de hospedagem
ALERTA NA NET
Golpe no WhatsApp engana usuários ao prometer brindes falsos de Natal