Menu
SADER_FULL
sexta, 14 de dezembro de 2018
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
ITALÍNEA
Brasil

STJD suspende preventivamente Leão e jogadores do Goiás por 30 dias

28 Jul 2010 - 15h52Por Folha Online

O STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva) deferiu o pedido da Procuradoria e suspendeu, preventivamente, o técnico Leão, o atacante Rafael Moura e o meia Romerito por 30 dias pela briga com repórteres no fim do jogo contra o Vitória, dia 21 de julho, no Barradão. O caso ainda não tem data para ser julgado.

Com a suspensão, Leão não poderá comandar o Goiás à beira do campo, assim como os dois jogadores serão desfalques nas próximas sete rodadas do Campeonato Brasileiro.

A decisão do presidente do STJD, Rubens Approbato, tem como base o artigo 35 do novo CBJD (Código Brasileiro de Justiça Desportiva).

"Poderá haver suspensão preventiva quando a gravidade do ato ou fato infracional a justifique, ou em hipóteses de excepcional e fundada necessidade, desde que requerida pela Procuradoria, mediante despacho fundamentado do Presidente do Tribunal (STJD ou TJD), ou quando expressamente determinado por lei ou por este Código", diz o artigo.

Deixe seu Comentário

Leia Também

JUSTIÇA - WHATSAPP
Administradora de grupo no WhatsApp, foi “condenada” á pagar 3 mil por discussão de membros
DICAS DE SERVIÇO DE HOSPEDAGEM NA WEB
Vai criar um blog ou um site?, saiba aqui tudo sobre o serviço de hospedagem
ALERTA NA NET
Golpe no WhatsApp engana usuários ao prometer brindes falsos de Natal
NOVELA GLOBAL
'O sétimo guardião': Luz passa mal ao abraçar e beijar a mãe pela primeira vez
FURACÃO
Atlético-PR ganha nos penaltis e é campeão da Sul-Americana
PROVAS ROBUSTAS
PF apreende R$ 2 milhões em busca em endereços de Aécio e aliados de Temer
INCREDIBILIDADE
Um Governo ficha-suja: mais da metade dos ministros estão enrolados
NOVELA GLOBAL
'O sétimo guardião': Aranha descobre marca de pata de gato de Gabriel, tira foto e conta aos guardiã
SUSTO
Celular pega fogo no bolso da calça e deixa homem com queimaduras na perna e mãos
PROCURADO
Com prisão decretada desde setembro, Dado Dolabella é considerado foragido da Justiça