Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
sábado, 24 de agosto de 2019
LIMIT ACADEMIA
Busca
AGÊNCIA BONITO THIAGO
Brasil

STF propõe projeto de intercâmbio entre estudantes

10 Abr 2007 - 05h03

As Cortes Supremas dos países do Mercosul e associados vão formalizar em 2008 um programa de intercâmbio entre os estudantes e professores de Direito dessas nações. A proposta é da presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) e do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), ministra Ellen Gracie, e já recebeu apoio do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), que dará financiamento de US$ 150 mil para o projeto.

O objetivo do Supremo é  implementar um modelo semelhante ao do  Erasmus, programa de intercâmbio da União Européia (EU) que completou 20 anos em 2007 e já movimentou 1,2 milhão de estudantes entre universidades européias e de outros continentes.

O programa foi originalmente criado com o intuito de constituir uma identidade européia entre os jovens para fortalecer a UE. Por meio dele, universidades de 31 países europeus passaram a trabalhar em conjunto.

Quando começou, em 1987, apenas 3.244 estudantes europeus participaram do Erasmus. Em 2005, foram quase 150 mil, e os organizadores esperam atingir os 3 milhões até o final de 2012.

A idéia mostrou-se tão acertada que, em 2004, foi lançado o Erasmus Mundos, que chegou ao Brasil em 2005 e estende-se a países como a China, Índia e Tailândia. O objetivo principal da iniciativa é reforçar a qualidade do ensino superior das instituições européias a partir da intensificação da cooperação com países de fora do bloco da União Européia.

Mercosul

O projeto proposto pelo STF às Cortes do Mercosul segue a mesma lógica e pretende formar o futuro cidadão do Mercosul, começando pela intensificação do intercâmbio entre a comunidade jurídica dos países do Mercado Comum do Sul.

Para tanto, um protocolo foi firmado entre STF e as Cortes do Mercosul em 2006. Em novembro deste ano, durante o 5º Encontro de Cortes Supremas do Mercosul, em Brasília (DF), o Supremo apresentará o projeto final do programa de intercâmbio, que deverá ser implementado até 2008.

“A idéia do Supremo é impecável. Essa integração proposta pelo projeto vai viabilizar uma mobilidade acadêmica entre os países do Mercosul e um maior trânsito de conhecimento das realidades jurídicas dos países vizinhos”, comemora Diaulas Costa Ribeiro, coordenador do Erasmus Mundos no Brasil.

Segundo ele, é praticamente nulo o trânsito entre a comunidade acadêmica da área jurídica dos países do Mercosul, fato que prejudicaria  o fortalecimento do bloco. “A globalização cultural passa, necessariamente, pela globalização jurídica”, ressalta.

A ministra Ellen Gracie apresentou o proposta de intercâmbico ao presidente do BID, Luis Alberto Moreno, no dia 20 de fevereiro, por ocasião de uma viagem que fez à capital dos Estados Unidos.  Em março,  o BID comunicou seu apoio ao projeto.

 

 

 

TJ / MS

Deixe seu Comentário

Leia Também

A CASA CAIU
Homem pede divórcio ao descobrir que não é pai de nenhum dos nove filhos
ESTADO GRAVE
Homem ateia fogo em mulher e filha de 4 anos 80% do corpo queimado
SURPRESA E FÉ
Homem que morava em uma barraca ganha casa reformada
JUSTIÇA PROPRIAS MÃOS
Suspeito de ter estuprado criança é assassinado por lideranças de bairro
ASSISTA A REPORTAGEM
Família da modelo Mylena Mendes, que morreu em acidente faz protesto no Fórum
NOVELA GLOBAL
Régis confessa que forjou DNA de Arthur em 'A dona do pedaço'
FOGO NA AMAZONIA
Macron diz que Bolsonaro mentiu, e Europa ameaça retaliar Brasil
TURISMO
Curtir a Cidade Maravilhosa com pacotes de viagens baratos
FUTEBOL - PAIXÃO NACIONAL
Uma estrutura confiável para resultados de futebol
POSSE DE ARMA
Posse de arma em toda extensão da fazenda é aprovada e segue para sanção