Menu
SADER_FULL
domingo, 18 de novembro de 2018
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
ITALÍNEA
Brasil

STF deve julgar nesta quarta ação contra pensão a ex-governadores

31 Jul 2007 - 05h31

O Supremo Tribunal Federal (STF) deve retomar nesta quarta-feira, dia 1º de agosto, o julgamento da Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) contra a emenda constitucional feita pela Assembléia Legislativa de Mato Grosso do Sul que criou a pensão vitalícia a ex-governadores do Estado.

A ADI foi protocolada no Supremo no dia 30 de janeiro deste ano pelo Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), a pedido da seccional de Mato Grosso do Sul. Após receber pareceres favoráveis da Advocacia Geral da União (AGU) e da Procuradoria-Geral da República (PGR), foi levada a julgamento no pleno do tribunal no dia 18 de abril.

A relatora da ação, a ministra Carmem Lúcia Antunes da Rocha, e dois ministros: Enrique Ricardo Lewadowski e Sepúlveda da Pertence, já tinham se posicionado à favor da ADI, até que o ministro Eros Roberto Grau, pediu vista do processo.

Após analisar a ADI, Grau devolveu os autos do processo no dia 13 de junho, e no dia 1º de agosto, conforme a pauta pré-estabelecida pelo STF, retorna ao pleno para julgamento.

Disputa judicial

A pensão foi criada através de emenda constitucional, aprovada pela Assembléia Legislativa do Estado em 20 de dezembro do ano passado e garante aos ex-governadores de Mato Grosso do Sul um ‘subsídio’ mensal e vitalício, igual ao do atual governador, R$ 22.111,25, brutos.

O governo do Estado deveria pagar a pensão ao ex-governador desde janeiro, mas ignorou essa atribuição. A alegação do governo para não pagar a ‘aposentadoria’ de Zeca, era um parecer da Procuradoria Geral do Estado (PGE) contrário, e do fato do OAB ter impetrado a ADI contra a pensão no Supremo.

Para receber a pensão, o ex-governador entrou em 23 de março, com um mandado de segurança com pedido de liminar no TJ/MS. Três dias depois (26), o desembargador Rubens Bergonzi Bossay, concedeu a liminar para garantir o pagamento.

No dia 11 de julho, no julgamento do mérito do mandado de segurança, os desembargadores do TJ/MS, por unanimidade decidiram pela manutenção do pagamento.

Entretanto, no dia 12 de julho, a presidente do STF, ministra Ellen Gracie, atendendo o pedido de suspensão de segurança impetrado pela Procuradoria-Geral do Estado (PGE), no dia 30 de maio, decidiu derruba a liminar e o mandado de segurança que o ex-governador havia obtido no TJ/MS, suspendendo dessa forma o pagamento da pensão.

Com a liminar, ele já havia recebido os vencimentos dos meses de março, abril, maio e junho, totalizando R$ 88.445,00.

Para suspender o pagamento da pensão, a ministra ressaltou que ocorre uma grave lesão à economia pública, “na medida em que o pagamento de subsídio mensal e vitalício a ex-detentor de cargo eletivo, sem qualquer contraprestação de serviço público e sem determinação de prévia fonte de custeio, poderá comprometer a execução orçamentária estadual”.

No dia 24 de julho, a assessoria jurídica do ex-governador entrou com um agravo regimental no STF para tentar derrubar a suspensão de segurança, entretanto, o recurso ainda não julgado pelo tribunal.

 

 

TV Morena

Deixe seu Comentário

Leia Também

NOVO GOVERNO
Desistência de general para ministério leva crise ao QG de Bolsonaro
ASSASSINATO
Câmeras flagram dupla efetuando mais de 30 tiros contra homem; veja o vídeo
TRISTEZA
Menino de 10 anos comete suicídio após a prisão do pai
MALDADE
Câmera de segurança flagra homem colocando fogo em casinha comunitária para cachorros
FATIMASSULENSES EM UBATUBA (SP)
Fatimassulenses, alunos do Vicente Pallotti fazem curso de biodiversidade marinha em Ubatuba (SP)
NOVELA GLOBAL
'O sétimo guardião': Gabriel se declara para Luz e os dois se beijam
MULHERES TEM QUE DENUNCIAR
Jovem posta foto com rosto inchado para denunciar agressão do namorado
ENCONTRO DE GOVERNADORES
Em encontro de governadores com Bolsonaro, Reinaldo defende fronteira e reajuste da tabela SUS
VIOLENCIA DOMESTICA
Homem é esfaqueado por esposa que tem ciumes até da sombra
ENTROU ATIRANDO
VÍDEO: Pastor é baleado no altar durante o culto