Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
segunda, 21 de janeiro de 2019
SADER_FULL
Busca
ITALÍNEA
Brasil

STF deve julgar Maluf por dinheiro depositado no exterior

20 Mai 2010 - 07h00Por Redação Terra

O Supremo Tribunal Federal (STF) deve julgar, em data ainda não definida, o deputado federal Paulo Maluf (PP-SP) e sua mulher, Sylvia Lutfalla Maluf, acusados de manterem ilegalmente dinheiro depositado em bancos no exterior. A decisão do ministro Ricardo Lewandowski é relativa A ação penal sobre operações financeiras do ex-governador de São Paulo na França, que tramita sob segredo de Justiça. As informações são do jornal Folha de S.Paulo.
Lewandowski submeterá ao plenário a acusação de crime contra o sistema financeiro nacional, que prevê pena de 2 a 6 anos de prisão e multa. A denúncia original contra Maluf, datada de 2006, acusava o político de lavagem de dinheiro, um delito mais grave. A mudança foi motivada, segundo o ministro, pelo fato de a acusação original não oferecer evidências claras de lavagem de dinheiro. Entretanto, a denúncia identificava diversas contas correntes dos réus, no exterior, sem comunicação às autoridades. O deputado federal nega as acusações.

Deixe seu Comentário

Leia Também

CENAS FORTES
Vídeo flagra mulher sendo agredida por ex-marido com socos e chutes
GUERRA NO RJ II
Parentes de mortos durante chacina em São Gonçalo e Itaboraí dizem que vítimas eram inocentes
GUERRA NO RJ
Chacina deixa pelo menos 7 mortos na Região Metropolitana do Rio
BBB 19
Famosos protestam contra Maycon por agredir animais e mãe o defende: 'Não é um monstro'
MORTE A ESCLARECER
Exército investiga morte de sargento após teste de aptidão física
CASO DE POLÍCIA
Rapaz morre em pátio de motel
MINISTRA DO MS NO GOVERNO BOLSONARO
Ministra Tereza Cristina garante fortalecer cadeia do leite e agricultura familiar
PROBLEMAS MENTAIS
Casal é brutalmente agredido a enxadadas pelo filho
BARRADO
Filho do cantor Marciano diz ter sido impedido de ir no velório do pai
A COBRA VAI FUMAR - SEGURANÇA NO MS
MS fecha o cerco contra a violência na fronteira em mega operação