Menu
CACAU SHOW FÁTIMA DO SUL 0
sexta, 18 de outubro de 2019
CÂMARA BONITO OUTUBRO 2019
Busca
CANTINA BAH
Brasil

SP: prefeito de Presidente Prudente é cassado

19 Abr 2007 - 09h59
Eleito com ampla vantagem para o seu terceiro mandato como prefeito de Presidente Prudente, em São Paulo, o educador Agripino de Oliveira Lima filho (PSC), 77 anos, teve cassado os seus direitos por 5 anos. A vacância do cargo foi decretada durante a noite, depois de muita polêmica pela mesa diretora da Câmara Municipal.

O presidente Câmara, Wladimir Alves Cruz (PDT), o vice Marcos Vinha (PT), 1º secretário José Rocha Sobrinho (PT) e o membro Osvaldo Bosquet (PMDB), acompanhados do assessor jurídico João Baptista Mimessi, em reunião que ocorreu em um hotel da cidade, assinaram no final da noite de ontem, o documento decretando que o cargo de prefeito estava vago. Deve assumir o lugar de Agripino o vice prefeito Carlos Roberto Biancardi (PTB), que já se declarou pronto para assumir.
 
A decisão obedeceu a Lei Orgânica do Município no caso do prefeito ter cassado os seus direitos políticos. Agripino teve os direitos cassados pela Justiça, por cinco anos e ainda foi condenado a ressarcir R$ 716 mil aos cofres do município por ter adquirido, sem licitação internacional, aparelhos para a montagem de um planetário na 'Cidade da Criança' (Parque Temático com zoológico, cartódromo, lagos, teleférico, escolas ambientais, etc) considerada a maior obra de suas administrações.
 
Ontem, o dia foi agitado na cidade. Lideranças políticas se reuniam e discutiam a situação, enquanto parte da população se manifestava em passeata pelo centro de Presidente Prudente com faixas e cartazes contendo frases de apoio ao prefeito que chegou a ser carregado pelo povo.
Na manhã de hoje, o prefeito chegou à prefeitura para o trabalho normal e declarou que só sai "morto". Ele garantiu que permanece no local durante o dia inteiro e espera que os vereadores que tomaram a decisão venham pessoalmente tirá-lo do cargo.
 
Da mesma maneira popular com que em 2002 usou máquinas, caminhões e parte do povo para fechar a rodovia Assis Chateaubriand (SP-425) para impedir a entrada do Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST) na cidade, Agripino esteve na Câmara Municipal para falar com o presidente Wladimir Cruz.
 
O presidente da câmara Wladimir Cruz anunciou que a decisão não foi da câmara, e sim da Justiça. Ele afirmou que a mesa diretora apenas fez cumprir a lei, e, que pelo menos de momento, não pretende se pronunciar sobre o assunto.
 
Populares já começam a aglomeração na frente do Paço Municipal. É prevista para às 11h de hoje, uma grande manifestação popular a favor de Agripino Lima.
 
 
 
 
Terra Redação

Deixe seu Comentário

Leia Também

PANICO NO AEROPORTO
Assalto em aeroporto três criminosos são mortos e vitimas feridas
BOMBASTICO
Líder do PSL na Câmara afirma em áudio que vai 'implodir' Bolsonaro
DESABAMENTO DE PRÉDIO
Fortaleza: sob escombros, vítimas telefonam e jovem faz selfie
VICENTINA EM DESTAQUE
Vicentinense é destaque na São Paulo Fashion Week
ROMARIA
Romeiros saíram nesta quinta, 17, de Fátima do Sul para Aparecida do Norte
DESCARGA ELÉTRICA
Mulher morre após levar choque em máquina de lavar
MISTÉRIO
Mulher é morta e jogada no rio; filho de quatro anos da vítima estava em carro abandonado
ABUSOS À CRIANÇAS
Três meninas são abusadas pelo avô em troca de doces
COVARDIA
Criança de 5 anos era agredida todos os dias pelo pai, inclusive para se alimentar
SORTUDO
Fotaleza tem o mais novo milionário da Mega Sena