Menu
LIMIT ACADEMIA
quarta, 19 de dezembro de 2018
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
CANTINA BAH
Brasil

Soja vai ocupar 2 milhões de hectares na próxima safra em MS

21 Jul 2004 - 15h48
 

O governo do Estado trabalha com a perspectiva de incorporar mais 300 mil hectares à agricultura para a próxima safra, a grande maioria destinada ao cultivo de soja, o que deve elevar para dois milhões de hectares a área ocupada por essa cultura em Mato Grosso do Sul. No ano passado a área agrícola já havia apresentado um incremento de 28% anexando cerca de 400 mil hectares de terras degradadas, destacou o secretário de Produção e Turismo, José Antônio Felício, em entrevista nesta manhã na sede da Famasul (Federação de Agricultura de Mato Grosso do Sul), durante o ato de assinatura de convênios relativos ao Plano Safra 2004/2005.

“Nossa meta é ampliar a área agrícola para 3 milhões de hectares até 2006, incentivando a recuperação de terras degradadas através do Expansul. Estamos superando o que foi estabelecido para os dois primeiros anos do programa”, disse o secretário. O Expansul (Programa de Expansão Agrícola de Mato Grosso do Sul) prevê incentivo fiscal ao produtor que recuperar solo degradado pela pecuária e utilizá-lo para a agricultura. O benefício estende-se também aos contratos de arrendamento.

Autoridades e produtores rurais compareceram à solenidade. O governador Zeca do PT e o presidente em exercício do Banco do Brasil, Ricardo Alves da Conceição, assinaram convênio que disponibiliza R$ 1,4 bilhão para financiamento da safra 2004/2005 em Mato Grosso do Sul, sendo que 42% desses recursos são a juros subsidiados de 8,75% ao ano. O governador enfatizou que havendo a necessidade de um incremento financeiro para garantir o crescimento do agronegócio, vai pessoalmente apelar ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

“Confio na sensibilidade do presidente”, frisou Zeca. “Mas temos que reconhecer e aplaudir a liberação no momento certo dos recursos para financiar a safra, o que não ocorria há muito tempo no país”.O governador lembrou ainda que o Banco do Brasil tem cumprido com mérito sua missão de fomentar o desenvolvimento do Estado, fazendo-se presente sempre que solicitado.

Dirigindo-se ao presidente da Famasul, Léo Brito, o governador se colocou à disposição para lutar ao lado dos produtores na defesa de seus interesses. “Não sou empresário, não conheço a atividade. Mas quero que o senhor saiba que tem em mim um aliado, sem nenhum preconceito social ou ideológico”.

O presidente da Famasul ratificou as palavras Zeca do PT com respeito à liberação em tempo dos recursos para a safra, disse que o governador tem sido parceiro da classe produtora e que as perspectivas são de uma boa colheita devido à combinação das ações do governo estadual e federal, bom clima e preços competitivos. E aproveitou para reivindicar a ampliação da cota de exportação do milho e a redução da pauta do ICMS para esse produto.

O governador considerou os pleitos justos e determinou que os secretários José Felício e José Ricardo Cabral (Receita e Controle) reúnam-se com os diretores da Famasul para discutir o assunto.

Durante o ato foram assinados vários termos de liberação de empréstimos do FCO (Fundo Constitucional do Centro-Oeste) e outras linhas de crédito do Banco do Brasil para empresários e produtores rurais. Estavam presentes o senador Delcídio do Amaral, deputado federal Vander Loubet, deputado estadual Pedro Teruel, secretário Valteci Ribeiro de Castro Júnior (Desenvolvimento Agrário), lideranças rurais e empresariais.


APN

Deixe seu Comentário

Leia Também

A QUE PONTO CHEGAMOS
Mãe mata o próprio filho após ser flagrada com amante pelo menino
MINÍSTRA DO MS NO GOVERNO BOLSONARO
Tereza Cristina anuncia seis secretários para Ministério
FAMOSIDADES
Silvio Santos se pronuncia sobre polêmica com Claudia Leitte e reage a campanha feminista
NOVELA GLOBAL
'O sétimo guardião': Sóstenes cometeu crime por amor a Luz
ABUSO SEXUAL
João de Deus se entrega para a polícia
ACIDENTE
Criança de dois anos se enforca com a alça da bolsa enquanto brincava em escola
CASO JOÃO DE DEUS
Marina Ruy Barbosa intervém no caso João de Deus e impede uma grande tragédia
PRISÃO DECRETADA
Justiça de Goiás decreta prisão de João de Deus
STARTUPS NO BRASIL JÁ É SUCESSO
O sucesso das startups no Brasil e algumas novas apostas no mercado
REVOLTANTE
Filha de João de Deus diz que foi abusada dos 10 aos 14 anos: 'Meu pai é um monstro'