Menu
LIMIT ACADEMIA
sábado, 20 de outubro de 2018
SADER_FULL
Busca
ITALÍNEA
Brasil

Só 8,9% dos eleitores regularizam títulos, diz balanço do TSE

28 Abr 2007 - 08h12

Levantamento parcial do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) divulgado nesta sexta-feira aponta que somente 8,89% dos 1.896.813 eleitores irregulares em todo o país quitaram sua situação com a Justiça Eleitoral . O prazo dado encerrou-se ontem.

Cerca de 168 mil pessoas - que não votaram ou justificaram a ausência nos dois turnos das eleições de 2006 e no referendo de 2005 - compareceram aos cartórios eleitorais. O número final será divulgado pelo TSE no dia 14 de maio.

Os faltosos podem perder o título, com o cancelamento do documento. Com isso, eles ficarão impossibilitados de prestar concurso público, tirar documentos (como carteira de identidade ou passaporte), renovar matrícula em escola pública, entre outros.

Para evitar o cancelamento, o eleitor deve se dirigir a um cartório eleitoral para abrir um processo e juntar a documentação necessária ao requerimento, que um juiz eleitoral apreciará. O TSE prevê que essa regularização se iniciará no dia 14 de maio.

 

 

Mídia Max

Deixe seu Comentário

Leia Também

DISPUTA ACIRRADA
Vox Populi: Distância cai para 6 pontos
AGRESSÃO
Justiça manda penhorar bens de Dado Dolabella para pagar indenização a camareira agredida
HOMICÍDIO - 17 TIROS
Empresário é morto com 17 tiros; acusados estão detidos
ACIDENTE DE TRANSITO
Carros capotam após batida; criança de 5 anos ficou ferida
POLITICA
TSE abre investigação para apurar suposto crime eleitoral de Bolsonaro
FAMOSIDADES
Jair Bolsonaro teria causado a separação de Neymar e Bruna Marquezine
NOVELA GLOBAL
Segundo Sol: Após suborno e tentativa de estupro, Remy se entrega a polícia para deixar Luzia livre
REALITY SHOW
Perlla é eliminada de A Fazenda com 22,64% dos votos
RETA FINAL
'Segundo sol': Antes de ir para a cadeia, Luzia pede: 'Continuem procurando por Remy! Ele está vivo!
CASO LETICIA
Adolescente morta a facadas contou a amigos que pai estuprou a tia na sua frente:'Tinha quatro anos'